Nas notícias lá fora: PayPal, Volkswagen e BlackRock

  • Joana Abrantes Gomes
  • 8 Setembro 2021

A Volkswagen vai fabricar três modelos elétricos em Espanha a partir de 2025. A BlackRock criou um fundo de mil milhões de dólares na China.

No Reino Unido, Boris Johnson anunciou que vai subir os impostos para financiar os sistemas de saúde e de assistência social do país. O Grupo Volkswagen vai produzir três modelos de carros elétricos em Espanha a partir de 2025. Um dos principais cientistas da Pfizer rejeita críticas à empresa e defende a potência da vacina contra a Covid-19 criada juntamente com a BioNTech. A gestora de investimentos norte-americana BlackRock angariou mil milhões de dólares para investir na China. E a empresa de pagamentos PayPal vai comprar a japonesa Buy Now, Pay Later por 2,7 mil milhões de dólares.

 

CNBC

Reino Unido vai aumentar impostos para financiar Saúde e da Segurança Social

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou na terça-feira planos para aumentar os impostos, com vista a financiar os cuidados de saúde e reformas do sistema de Segurança Social do país. O Governo britânico pretende introduzir, a partir de abril, uma nova taxa de 1,25% sobre os rendimentos para financiar a saúde e a Segurança Social em todo o país. A taxa começará a ser imposta aos rendimentos auferidos em 2023 e será consignada a estes fins específicos e vai tornar-se num imposto separado. A subida dos impostos dará quase 36 mil milhões de libras (quase 42 mil milhões de euros) nos próximos três anos diretamente para os sistemas de saúde e de Segurança Social, de acordo com o Governo. Leia a notícia completa na CNBC (acesso livre, conteúdo em inglês).

 

Expansión

Unidades da Volkswagen em Espanha asseguram fabrico de três carros elétricos

As fábricas da VW em Landaben e da Seat em Martorell têm mais de 12 mil trabalhadores e o projeto SmallBEV, que prevê o desenvolvimento de três veículos puramente elétricos a partir de 2025, vai assegurar trabalho nestas unidades industriais espanholas até 2035. Os três modelos elétricos serão da Cupra e da Skoda, a serem produzidos na Seat de Martorell, e da Volkswagen, que será produzido em Landaben. O grupo alemão vai investir cinco mil milhões de euros no fabrico destes modelos em Espanha. Leia a notícia completa no Expansión (acesso condicionado, conteúdo em espanhol).

 

Financial Times

Cientista da Pfizer defende dose de reforço da vacina contra a Covid-19

O principal diretor científico da Pfizer, Philip Dormitzer, rejeitou as críticas de que a empresa está a pressionar a administração generalizada de doses de reforço da vacina contra a Covid-19 de forma demasiado agressiva e negou que deveria ter desenvolvido uma vacina mais potente para evitar “infeções inesperadas”. “O nosso trabalho é criar a ferramenta que será necessária para o problema que se avizinha”, disse ao Financial Times, acrescentando que, “se esperássemos até que houvesse apenas descobertas generalizadas de doenças graves para avançar com uma solução, seria demasiado tarde”. Leia a notícia completa no Financial Times (acesso condicionado, conteúdo em inglês).

 

Bloomberg

BlackRock cria fundo de mil milhões de dólares na China

A BlackRock angariou 6,7 mil milhões de yuans (mil milhões de dólares) para o seu primeiro fundo mutualista chinês, iniciando investimentos em terra para clientes na economia mais promissora do mundo, logo após o bilionário George Soros afirmar que o investimento da gestora na China é um “erro trágico”. A maior gestora de ativos do mundo conseguiu atrair mais de 111 mil investidores, tendo encerrado a angariação de fundos antes do prazo de 10 de setembro, sem atingir o limite máximo previsto de oito mil milhões de yuans, a fim de começar a investir mais cedo. Leia a notícia completa na Bloomberg (acesso condicionado, conteúdo em inglês).

 

Reuters

PayPal vai comprar Buy Now, Pay Later em acordo de 2,7 mil milhões no Japão

O PayPal anunciou que vai comprar a japonesa Buy Now, Pay Later (Compra Agora, Paga Depois), numa operação avaliada em 2,7 mil milhões de dólares (2,28 milhões de euros). Este é mais um passo para o PayPal reivindicar um lugar na indústria de pagamentos, depois do boom provocado pela pandemia. Este acordo é anunciado depois de a rival Square ter revelado no mês passado a compra da Australian BNPL Afterpay por 29 mil milhões de dólares (24,4 mil milhões de euros). Leia a notícia completa na Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: PayPal, Volkswagen e BlackRock

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião