BRANDS' PESSOAS Autoliderança para embarcar na rentrée!

  • PESSOAS + EY
  • 13 Setembro 2021

Setembro traz consigo o início ou recomeço de atividades e projetos. Será que temos presente onde queremos estar nesta rentrée?

Setembro traz consigo o início ou recomeço de atividades e projetos. Contudo, não basta simplesmente começar ou retomar as responsabilidades, há que ter presente qual o seu propósito e intenção para esta fase. Sabe onde quer chegar? Que objetivos quer perseguir nesta rentrée?

Para muitos é tempo de iniciar novos desafios profissionais, para outros passa por escolher como viver o modelo de trabalho híbrido, ou até, definir aspetos da esfera pessoal como hobbies a iniciar ou que bons hábitos das férias são para manter no regresso ao trabalho.

Para embarcar nesta rentrée com êxito o conceito de autoliderança pode nortear e dar-nos pistas muito interessantes para as decisões que estão em cima da mesa nestas semanas. A prática intencional de influenciar o que pensa, sente e faz para atingir os seus objetivos, é um ponto de partida essencial para o sucesso.

É sabido que a liderança está entre o Top 10 de competências em 2025 apontadas pelo World Economic Forum. E, para muitos experts, como Tony Gambill, coautor do modelo SOAR de Autoliderança, esta é eleita como a liderança mais importante.

O desenvolvimento da competência de autoliderança é determinante para prosperar, pois permite ao próprio e, consequentemente, às equipas e organizações, navegar melhor em situações importantes, complexas e relacionais.

Nesta rentrée não se tratará apenas de direcionar a embarcação que é a vida e as organizações a bom porto. O desafio é, à luz da autoliderança, conduzirmos a embarcação ao melhor porto, aquele que é efetivamente definido como objetivo e destino final, para o qual se orientam todas as dimensões para que os ventos soprem a favor.

Apraz-me explorar duas perspetivas, a do indivíduo e da organização, que se influenciam mutuamente no dia-a-dia.

Na esfera individual, quero salientar a importância da definição consciente de novas rotinas, num contexto de trabalho eventualmente com mais momentos presenciais, eventos e viagens. Importará escolher, do modelo de trabalho híbrido o que mais se adequa à realidade de cada um. Que aprendizagens podemos retirar dos recentes estudos sobre a gestão de tempo num modelo de trabalho híbrido?

Ainda no plano individual, importa refletir sobre como cultivar diariamente momentos que tipicamente associamos a períodos de férias. As experiências de gratidão e curiosidade, recentemente estudadas e designadas como awe experiences, têm a capacidade de inspirar e energizar a partir de aspetos simples da vida e revelam um impacto positivo e muito significativo na vida daqueles que as experimentam.

Já na esfera da organização, contextos de crescente flexibilidade através dos modelos híbridos trazem muitas vantagens. Contudo, importa assegurar que os colaboradores perante uma política de trabalho flexível estão capacitados para identificar o que significa, para a sua função e equipa, trabalhar no lugar certo, no momento certo, pela razão certa.

Em muitas organizações esta mudança de mindset implica a criação de novas dinâmicas de equipa ou capacitação dos colaboradores em temas como autoliderança e self-management. Ou até, para lideranças, a implementação de programas de desenvolvimento com especial enfoque em liderança autêntica ou como liderar em contexto híbrido.

Assumir a direção da própria embarcação nesta rentrée passará por duas palavras-chave: escolher e priorizar. Escolher com clareza o que pretende efetivamente alcançar. E, priorizar a autoliderança do que pensa, sente e faz em direção aos objetivos definidos.

Atualmente, somos desafiados a fazer escolhas a todas as horas. Está nas suas mãos criar as oportunidades certas para si, para as suas pessoas e organização. Nesta rentrée, não tenho dúvidas de que quererá estar no leme. Fica a questão: que estratégias, iniciativas e compromissos irá empreender para içar bandeiras?

Texto por Catarina Ciríaco, Senior Consultant EY, People Advisory Services

Interessado em saber mais? Subscreva aqui as comunicações da EY Portugal (convites, newsletters, estudos, etc).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Autoliderança para embarcar na rentrée!

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião