Aeroportos receberam mais do dobro dos passageiros em julho

  • Lusa
  • 17 Setembro 2021

Os aeroportos nacionais receberam 2,8 milhões de passageiros em julho, isto é, mais do dobro dos passageiros recebidos em igual período de 2020.

O movimento nos aeroportos nacionais mais do que duplicou em julho, face ao mesmo período do ano anterior, para 2,8 milhões de passageiros, mas caiu 55,8% em comparação com 2019, segundo um destaque do Instituto Nacional de Estatística.

Em julho de 2021, nos aeroportos nacionais registou-se o movimento de 2,8 milhões de passageiros e o movimento de carga e correio totalizou 16.500 toneladas (+116,1% e 71,9%, face a julho de 2020, respetivamente”, lê-se nas estatísticas rápidas do transporte aéreo, divulgadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Já em comparação com julho de 2019, o movimento de passageiros recuou 55,8%, enquanto o de carga e correio cedeu 10,3%.

No acumulado entre janeiro e julho de 2021, registou-se uma diminuição homóloga de 26,0% no número de passageiros movimentados nos aeroportos nacionais e, comparando com o mesmo período de 2019, a redução foi de 75,8%.

Por aeroporto, neste período, Lisboa movimentou 45,5% do total de passageiros, mas registou um recuo de 38,8%, “o mais acentuado dos três aeroportos com maior tráfego anual de passageiros”.

No acumulado dos primeiros sete meses do ano, considerando o volume de passageiros desembarcados e embarcados em voos internacionais, França foi o principal país de origem e de destino dos voos, seguido, com o volume mais reduzido, pelo Reino Unido e Alemanha.

Contabilizou-se ainda, entre janeiro e julho, um aumento de 24,8% na carga e correio movimentos nos aeroportos nacionais.

O movimento de mercadorias no aeroporto de Lisboa com 68.500 toneladas, mais 30% face ao período homólogo, representou 68% do total. No conjunto, os restantes aeroportos progrediram 15%.

Só em julho, aterraram nos aeroportos nacionais 15.600 aeronaves em voos comerciais, mais 75,8% do que no período homólogo, o que corresponde a 2,8 milhões de passageiros (+116,1%), entre embarques, desembarques e trânsitos diretos, e ao movimento de 16.500 (+71,9%) toneladas de carga e correio.

Face a julho de 2019, verificaram-se reduções de 33,2% no número de aeronaves aterradas, 55,8% nos passageiros movimentados e 10,3% no movimento de carga e correio.

No mesmo mês, 74,8% dos passageiros desembarcados nos aeroportos nacionais corresponderam a tráfego internacional (81,9% no período homólogo), sendo a maioria (66,3%) provenientes de aeroportos do continente europeu.

Por sua vez, no que concerne aos passageiros embarcados, 69,8% corresponderam a tráfego internacional (75,7% no período homólogo), tendo como destino, sobretudo, os aeroportos do continente europeu (59,1%).

(Notícia atualizada às 12h13 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Aeroportos receberam mais do dobro dos passageiros em julho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião