Volume de negócios nos serviços avançou 11,2% em agosto

  • Lusa
  • 11 Outubro 2021

O índice de volume de negócios nos serviços avançou 11,2% em agosto, menos 0,3 pontos percentuais do que em julho, segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo INE.

O índice de volume de negócios nos serviços avançou 11,2% em agosto, menos 0,3 pontos percentuais do que em julho, segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com o INE, o índice de agosto de 2021 permaneceu inferior (4,1%) ao mês homólogo de 2019 e a variação em cadeia do índice global foi 2,6% (-0,4% em julho).

“Esta evolução reflete em larga medida um efeito de base, dado que a comparação incide em meses de 2020 ainda afetados pela pandemia, muito em particular nas atividades de transportes e alojamento e restauração”, justifica o INE.

Os índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas, ajustados de efeitos de calendário, apresentaram variações homólogas de 1,1%, 3,3% e 2,4%, respetivamente (1,0%, 4,2% e 5,6% em julho, pela mesma ordem).

O objetivo do índice de volume de negócios nos serviços é, segundo o INE, mostrar a evolução do mercado de bens e serviços nos serviços.

Os índices são obtidos tendo por base o Inquérito Mensal ao Volume de Negócios e Emprego nos Serviços, realizado essencialmente por via eletrónica (e-mail) junto de unidades estatísticas selecionadas a partir das empresas sediadas no território nacional cuja atividade principal se enquadre nos serviços, refere o instituto.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Volume de negócios nos serviços avançou 11,2% em agosto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião