Seguros em Espanha crescem 4,1% até setembro, Mapfre retoma liderança do ranking

  • ECO Seguros
  • 20 Outubro 2021

A receita aproximou-se de 44,9 mil milhões de euros, mais 4,1% do que no acumulado até final do 3ºT de 2020. Mas, na comparação com igual período de 2019, o negócio ainda é 7,39% inferior.

O volume de negócios dos seguros em Espanha cresceu até final de setembro de 2021, mas ainda ficou aquém dos níveis pré-pandemia (2019), revelou associação de seguradores (Unespa) assinalando dinamismo em linhas comerciais, seguros multirrisco e saúde, enquanto o ramo automóvel nota que ainda não recuperou terreno e as poupanças geridas pelas seguradoras permaneceram estabilizadas em torno de 193,19 mil milhões de euros.

No final do terceiro trimestre (3ºT), a receita agregada de prémios das seguradoras aproximou-se de 44,9 mil milhões de euros, mais 4,10% do que o acumulado um ano antes. No entanto, na comparação com os primeiros nove meses de 2019, o negócio ainda é 7,39% inferior. Por conseguinte, considera a associação do setor, os seguros estão a dar sinais de recuperação após o surto da pandemia da COVID-19 em Espanha e das medidas tomadas para a conter, “mas ainda não cobriram todo o terreno perdido”.

Dos rendimentos obtidos até final do 3ºT, mais de 28,4 mil milhões correspondiam ao ramo não-Vida e os restantes 16 466 milhões de euros ao ramo Vida, conforme informação provisória baseada em dados recolhidos pela Investigación Cooperativa de Entidades Aseguradoras (ICEA), entidade de referência em estatística e estudos no setor segurador em Espanha.

Entre os grupos seguradores, a Mapfre retomou a liderança de mercado, superando a VidaCaixa, refere a plataforma de informação especializada Inese.es. Enquanto o conjunto das 10 maiores responde, em faturação, por cerca de 63% do mercado, o Top 3 representa em conjunto um terço do total. Nota ainda para o crescimento relativo evidenciado pelo grupo Helvetia (+351,6%) e a Zurich (+12,2%), em contraste com os decréscimos por parte de Santalucía (-13%) e Ibercaja (-5,45%).

TOP 20 – Grupos seguradores por total de prémios até 3ºT

Fonte: Inese.es. Apresentação ECOseguros


No ramo Vida, as receitas em prémios, cresceram 5,74% numa base anual, mostrando ainda queda de 21,77% na comparação com os dados até setembro 2019. O volume de poupanças gerido através de seguros manteve tendência estável, com provisões técnicas calculadas em 193,195 milhões de euros no final de setembro, segundo síntese da Unespa.

O volume de negócios nos seguros não-Vida manteve evolução positiva, evidenciando aumento anual de 3,17% em relação a setembro de 2020, e de 3,66% em relação ao mesmo mês de 2019. Nos últimos 12 meses, o seguro de propriedades cresceu 5,19% superando levemente os 6 000 milhões de euros e o seguro de saúde recuperou mais 5,04% de ano para ano, para 7,37 mil milhões de euros. Os seguros diversos ou “Outros” (que englobam os da atividade empresarial) contribuíram com 6,781 milhões de euros, a crescerem 4,54% no último ano, refletindo recuperação económica gradual.

A contrastar, o ramo automóvel, com receitas de 8,26 mil milhões de euros, registou variação negativa de 0,87% face a setembro de 2020, seguindo 2,99% inferior face ao mesmo período de 2019.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Seguros em Espanha crescem 4,1% até setembro, Mapfre retoma liderança do ranking

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião