Rui Rio quer adiar diretas do PSD em Conselho Nacional extraordinário

  • ECO
  • 26 Outubro 2021

O atual presidente do PSD estuda convocar um Conselho Nacional extraordinário com o intuito de propor um adiamento das eleições diretas do partido, caso o Orçamento seja chumbado.

Numa altura em que Orçamento de Estado para 2022 está na iminência de ser chumbado, e tendo em conta que o Presidente da República já admitiu o cenário de eleições antecipadas, o atual presidente do PSD está a estudar convocar um Conselho Nacional extraordinário com o intuito de propor novamente o adiamento das eleições diretas do partido, avança o Correio da Manhã (acesso pago).

O objetivo de Rui Rio é candidatar-se a primeiro-ministro e evitar ir a legislativas com um PSD dividido, segundo o mesmo jornal. No último Conselho Nacional do PSD, o social-democrata já tinha levantado esta hipótese, mas foi acusado de estar “sentado à espera da queda do Governo”. Contudo, os desenvolvimentos dos últimos dias, nomeadamente a formulação de uma crise política no horizonte, vieram reforçar a tese de Rio junto do círculo do PSD.

Entretanto, fonte oficial do PSD já reagiu a esta notícia, negando ter o intuito de propor um Conselho Nacional extraordinário e deixando duras críticas a Paulo Rangel. Em comunicado, os social-democratas lamentam que” a candidatura alternativa esteja a tentar lançar a confusão” através “de notícias falsas e contra-informação” com o intuito de “criar cenários especulativos em nome da Direção do Partido”. O PSD diz ainda que este é um momento ” de apelar à serenidade e não à guerrilha interna”.

As eleições diretas do PSD, que vão escolher o próximo presidente do partido, estão marcadas para 4 de dezembro, sendo que Paulo Rangel vai disputar o lugar contra Rui Rio. Caso o Orçamento seja chumbado, o Presidente da República já avisou que vai dissolver o Parlamento, pelo que o país vai avançar para eleições antecipadas. Marcelo Rebelo de Sousa está ciente de que o PSD pode mesmo vir a disputar a sua liderança em dezembro, o que poderia dificultar a escolha das listas a apresentar nas eleições legislativas, pelo que poderá esticar os prazos, de modo a que as eleições legislativas ocorram em fevereiro ou março, em vez de janeiro.

(Notícia atualizada às 14h11 com reação de fonte oficial do PSD)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rui Rio quer adiar diretas do PSD em Conselho Nacional extraordinário

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião