Sindicatos da Função Pública voltam na quarta-feira às negociações com o Governo

  • Lusa e ECO
  • 8 Novembro 2021

Sindicatos da Função Pública foram chamados para duas reuniões com o Governo, não sendo certo ainda que assuntos serão abordados.

Os sindicatos que representam os funcionários públicos vão voltar à mesa de negociações com o Governo, na quarta-feira e no dia 15, foi anunciado esta segunda-feira pela Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap), pela Frente Comum e pelo Sindicato dos Quadros Técnicos (STE).

O secretário-geral da Fesap, José Abraão, disse à agência Lusa que as duas reuniões de negociação coletiva foram marcadas pelo gabinete do secretário de Estado da Administração Pública em resposta ao pedido que a federação fez na semana passada. Na convocatória para duas reuniões, o Ministério da Modernização do Estado e da Administração Pública, admitindo que os sindicatos venham a requerer a reunião de negociação suplementar, propôs que a mesma se realize no dia 17.

A Federação de Sindicatos da Administração Pública, filiada na UGT, anunciou no início da semana passada que ia desconvocar a greve marcada para 12 de novembro e que tinha pedido ao Governo uma reunião para esclarecer o futuro do aumento do salário mínimo nacional.

O Secretariado Nacional da federação decidiu desmarcar a greve após ter analisado a situação política face ao chumbo parlamentar da Proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2022. A greve tinha sido anunciada há cerca de duas semanas pela Fesap, que fez coincidir o protesto com a paralisação nacional já marcada pela Frente Comum, da CGTP.

A Fesap, segundo José Abraão, decidiu a suspensão de todas as ações de protesto previstas até ao dia 25 de novembro, data em que seria aprovado, em votação final global, o Orçamento do Estado.

Já Sebastião Santana, da Frente Comum, acrescentou que a convocatório não revela qual será a ordem dos trabalhos e esclareceu que a greve convocada por esta estrutura para dia 12 mantém-se. “Vamos manter a greve. Entendemos que há um conjunto de problemas que precisam de resposta e a marcação desta reunião confirma que o Governo existe“, atirou o sindicalista.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já anunciou a realização de eleições legislativas antecipadas em 30 de janeiro de 2022.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sindicatos da Função Pública voltam na quarta-feira às negociações com o Governo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião