Frente Comum marca greve da Função Pública para 12 de novembro

Perante a "ausência de propostas que deem resposta aos problemas com que todos os trabalhadores da Administração Pública", Frente Comum avança para a greve.

A Frente Comum vai avançar com uma greve dos funcionários públicos. Convocou os trabalhadores para pararem a 12 de novembro, de forma a demonstrarem o descontentamento com a “ausência de propostas que deem resposta aos problemas com que todos os trabalhadores da Administração Pública”.

Em comunicado, a Frente Comum convoca “os trabalhadores da Administração Pública para a continuidade da luta em defesa das suas reivindicações, propondo aos Sindicatos a realização de uma Greve Nacional dos trabalhadores da Administração Pública, no próximo dia 12 de novembro”.

As reivindicações do sindicato surgem devido à falta de propostas dirigidas aos “problemas com que todos os trabalhadores da Administração Pública se confrontam”, que dizem ilustrar a “falta de vontade política por parte do Governo em resolver as questões que se lhes colocam”.

O sindicato critica ainda a forma como foi dada a conhecer pelo Governo a “intenção de alterar a posição de entrada na Carreira de Técnico Superior, bem como outras alterações ao desenvolvimento desta Carreira, mais uma vez, com recurso à Comunicação Social”. Esta atitude, que dizem ser de “total desrespeito pelas Estruturas Representativas dos trabalhadores”, mereceu o repúdio da Frente Comum.

A proposta de Orçamento do Estado para 2022 dá conta de que os gastos com os salários dos funcionários públicos vão subir 3%, em resultado de progressões, promoções e revisão de carreiras. Isto num ano em que o Governo pretende não só avançar com aumentos generalizados de 0,9%, mas também com a subida da remuneração de entrada dos técnicos superiores em 50 euros.

(Notícia atualizada às 16h00)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Frente Comum marca greve da Função Pública para 12 de novembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião