Gouveia e Melo rejeita regresso à task force e critica “sebastianismo”

  • Lusa
  • 10 Novembro 2021

"Estarei sempre disponível enquanto militar, mas gostaria de ver a nossa sociedade a andar para a frente de outra forma: sem nenhum Sebastião", sublinhou o vice-almirante.

O vice-almirante Henrique Gouveia e Melo não vê com bons olhos o seu regresso à task force do processo de vacinação contra a Covid-19, rejeitando um “sebastianismo” que não seria saudável para o país.

Estarei sempre disponível enquanto militar, mas gostaria de ver a nossa sociedade a andar para a frente de outra forma: sem nenhum Sebastião, porque Sebastião é cada um de nós”, disse o ex-coordenador da task force, numa conferência no Dia da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.

O militar defendeu que o país deve dar espaço às instituições nacionais para solidificarem as suas capacidades, “sob o risco de andarmos sempre de processo excecional em processo excecional”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Gouveia e Melo rejeita regresso à task force e critica “sebastianismo”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião