Tesla recupera 2% apesar de Musk ter vendido 5 mil milhões em ações

Wall Street abriu sessão a recuperar da pressão dos últimos dias. Fabricante Tesla avança 2%, apesar de o CEO, Elon Musk, ter vendido cinco mil milhões de dólares em ações nos últimos dias.

Wall Street recupera da pressão vendedora das últimas duas sessões perante sinais de prolongamento da inflação, enquanto as ações da Walt Disney estão em queda depois de ter apresentado uma desaceleração do número de novos utilizadores da sua plataforma de streaming. Já a Tesla recupera, apesar do CEO Elon Musk ter vendido ações no valor de cinco mil milhões de dólares.

O S&P 500 e o tecnológico Nasdaq avançam 0,31% e 0,78%, respetivamente, depois de terem encerrado em máximos históricos nos últimos dias. Já o industrial Dow Jones abriu sem tendência definida.

Os índices norte-americanos foram penalizados com os dados da inflação divulgados na quarta-feira pelo Departamento do Trabalho, com os preços no consumidor a registar o maior avanço em três décadas, impulsionados pelas disrupções nas cadeias de distribuição em todo o mundo.

Para Artur Hogan, da National Securities, os investidores parecem estar a olhar além do curto prazo: “Temos mais procura do que oferta neste momento. E isso é uma coisa positiva para o futuro crescimento dos resultados” das empresas, disse, citado pela Reuters.

Em termos empresariais, as ações da Walt Disney recuam quase 7%, para 162,60 dólares, depois de ter apresentado um aumento ligeiro do número de novos subscritores da sua plataforma Disney+.

Por outro lado, a Tesla avança 2%, recuperando algum terreno depois de ter perdido mais de 10% no início desta semana, isto apesar das vendas de cinco mil milhões de dólares em ações da fabricante de automóveis por parte do CEO e maior acionista, Elon Musk.

Ainda no setor automóvel, a fabricante Rivian valoriza 12%, depois de ter superado os 100 mil milhões de dólares em valor de mercado na sua estreia em bolsa, esta quarta-feira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Tesla recupera 2% apesar de Musk ter vendido 5 mil milhões em ações

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião