Jerónimo Martins tomba 11% e leva PSI-20 a perder mais de 2%

O tombo de 11,08% da Jerónimo Martins, depois de o fundo Asteck decidir vender a participação de 5% no grupo, condicionou o desempenho do PSI-20, que recuou mais de 2%.

A bolsa de Lisboa terminou a sessão desta terça-feira a recuar mais de 2%, contrariando a tendência da generalidade das praças europeias. A penalizar o desempenho do índice de referência nacional esteve o tombo de 11,08% da Jerónimo Martins, depois de os holandeses venderem a participação de 5% que detinham na empresa dona do Pingo Doce.

As ações da Jerónimo Martins cederam 11,08% para os 19,215 euros, depois do fundo Asteck, da holding do setor petrolífero chamada Heerema, anunciar que vai vender a participação de 5% que tem na dona do Pingo Doce. Este grupo holandês tinha uma posição na retalhista portuguesa desde 2007, ano em que comprou 10% do capital, tornando-se na altura no segundo maior acionista, posição que manteve até agora.

O tombo da Jerónimo Martins atirou o PSI-20 para o vermelho, com o índice de referência nacional a terminar a sessão a recuar 2,17% para 5.654,80 pontos, com apenas seis cotadas em terreno positivo, uma inalterada e as restantes no “vermelho”.

Entre os “pesos pesados” nota ainda para o BCP e para a EDP. Os títulos do banco liderado por Miguel Maya caíram 0,69% para 0.1592 cêntimos, já as ações da EDP recuaram 0,81% para 4,803 euros.

Em contrapartida, a evitar quedas mais expressivas do PSI-20 e ainda pelo setor energético, a EDP Renováveis subiu 0,70% para 4,803 euros, ao passo que a Galp Energia somou 1,22% para 8.9280 euros, beneficiando da subida das cotações de petróleo nos mercados internacionais e depois de a UBS subir a recomendação para “buy. O Brent, de referência europeia, soma 0,58% para os 82,63 dólares, enquanto o WTI avança 0,21% para os 81,09 dólares, em Nova Iorque.

A praça lisboeta contrariou, deste modo, a tendência da generalidade das restantes praças europeias. Pela Europa, o Stoxx 600 subiu 0,2%, enquanto o alemão DAX somou 0,6% e o o francês CAC-40 somou 0,4%. Em contrapartida, o o britânico FTSE 100 caiu 0,2% o espanhol IBEX-35 recuou 0,6%.

(Notícia atualizada pela última vez às 17h02)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Jerónimo Martins tomba 11% e leva PSI-20 a perder mais de 2%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião