Sobem as hospitalizações por Covid. Mais 2.499 casos e 11 mortes nas últimas 24h

Este domingo, o boletim da DGS identifica 2.499 novos casos e 11 mortes por Covid-19. Autoridades portuguesas já pediram aos especialistas para avaliar a vacinação de crianças entre os 5 os 11 anos.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) reportou este domingo 2.499 novos casos de infeção por Covid-19, o que faz subir para 1.122.283 o número de infetados em Portugal desde o início da pandemia.

O mais recente boletim epidemiológico aponta ainda para um acréscimo de 11 mortes nas últimas 24 horas, aumentando para 18.321 o número total de vítimas mortais no país atribuídas ao novo coronavírus.

Este domingo há novamente um aumento no número de pessoas hospitalizadas com a doença. Atualmente estão internados 597 doentes em unidades hospitalares, um aumento de 53 nas últimas 24 horas. Destes, 89 estão em unidades de cuidados intensivos, o que corresponde a mais uma pessoa em estado crítico.

A análise por regiões mostra que a maioria das novas infeções continua a ser registada em Lisboa e Vale do Tejo (LVT). Dos 2.499 novos casos confirmados, 873 localizam-se na região da capital, seguindo-se a região Norte, que contabilizou 641 novas infeções, e o Centro, com 593 casos reportados nas últimas horas. Só o Norte e o Algarve não registam vítimas mortais nesta atualização do boletim.

O documento da DGS dá ainda conta de um total de 1.059.002 recuperados, isto é, mais 541 do que no último balanço divulgado. Neste momento há 44.960 casos ativos em Portugal, mais 1.947 em relação a sábado. Um total de 43.751 pessoas está sob vigilância das autoridades de saúde, por terem tido contacto com casos confirmados de Covid-19.

Nos últimos dias, a Direção-Geral da Saúde já mandou reativar a comissão técnica que no verão avaliou a vacinação dos adolescentes contra a Covid-19, desta feita para emitir um parecer sobre a possibilidade de avançar também com a inoculação das crianças entre os 5 e os 11 anos.

O que disseram os especialistas no Infarmed?

No regresso dos peritos em saúde pública e epidemiologia às instalações do Infarmed para fazer um raio-X ao agravamento da situação pandémica, os políticos ouviram os especialistas avisar que a transmissibilidade da pandemia está a duplicar a cada 15 dias e a estimar que as vacinas contra a Covid-19 “pouparam 2.300 vidas”.

O coronel Carlos Penha Gonçalves advertiu que a estrutura que está a administrar as terceiras doses das vacinas contra a Covid-19 precisa de ser reforçada e a especialista Raquel Duarte deixou algumas sugestões aos responsáveis políticos na plateia, pedindo que “sempre que possível” haja desfasamento de horários e teletrabalho.

No caso da circulação em espaços públicos, os peritos não foram tão longe quanto o Presidente da República, que defendeu o regresso da obrigação de usar máscara na rua quando não é possível cumprir o distanciamento. Os especialistas dizem, porém, que é preciso uma autoavaliação de risco e utilização da máscara perante perceção de risco.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sobem as hospitalizações por Covid. Mais 2.499 casos e 11 mortes nas últimas 24h

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião