Paula Franco reeleita bastonária da Ordem dos Contabilistas

Com uma votação de 88,7%, a atual bastonária venceu José Araújo nas eleições da Ordem dos Contabilistas Certificados para o mandato de 2022-2025, que tiveram um recorde de 24.682 participantes.

Paula Franco sucede a Paula Franco à frente do conselho diretivo da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC). A atual bastonária e candidata da lista A foi reeleita com 88,7% dos votos, adiantou ao ECO fonte oficial daquele organismo.

De acordo com a mesma fonte, votaram um total de 24.682 pessoas na eleição dos órgãos sociais para os próximos quatro anos — a lista A venceu também no Conselho Fiscal e no Conselho Jurisdicional, além de ficar com maioria absoluta na Assembleia Representativa –, fazendo desta a votação mais participada de sempre na OCC, que tem cerca de 69 mil membros inscritos.

A votação presencial aconteceu na quinta-feira em todas as capitais de distrito do continente e das regiões autónomas. Na sede da Ordem foram também recebidos até essa data milhares de votos por correspondência, o que fazia antecipar esta afluência recorde.

Depois de terem disputado a segunda volta nas anteriores eleições, realizadas em 2018, Paula Franco (lista A), que tinha sido assessora dos ex-bastonários Domingues de Azevedo e Filomena Moreira, voltou a levar a melhor sobre José Araújo, candidato da Lista B, que em meados dos anos 1990 pertenceu à comissão instaladora da Associação dos Técnicos Oficiais de Contas (ATOC), que esteve na origem da OCC.

Das avenças à relação com a Autoridade Tributária (AT) e com o Governo, passando pela formação e pelo rejuvenescimento da profissão, havia diversos pontos a dividir estes candidatos.

Questionada pelo ECO sobre as medidas prioritárias para negociação com o Governo, Paula Franco lembrou que havia várias medidas previstas na proposta de Orçamento do Estado para 2022, “inclusivamente prorrogações importantes”, que não são exequíveis depois do chumbo do documento na Assembleia da República.

A bastonária prometeu que “uma das primeiras coisas que [fará] é pegar em todas as coisas que ainda não estão contempladas em despacho para tratar este impasse até haver um novo OE”. Por exemplo, “ainda não saiu a [prorrogação] do SAF-T da contabilidade, que vai sair num despacho autónomo, que está a ser feito”.

“Mais algumas questões relacionadas com o justo impedimento e com as férias fiscais. Sem dúvida que o que defendemos é a revogação total do envio [do SAF-T] tal como está previsto, mas ainda agora [essa medida] foi a Parlamento e nem todos os partidos votaram a favor. Pelo menos que seja prorrogado, porque não há condições para a sua aplicação”, acrescentou Paula Franco.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Paula Franco reeleita bastonária da Ordem dos Contabilistas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião