Biden escolhe duas mulheres para liderar a gestão e o orçamento do seu governo

  • Lusa
  • 25 Novembro 2021

Shalanda Young está na calha para se tornar a primeira mulher negra a chefiar a Direção de Gestão e Orçamento da Casa Branca. Tem ainda de ser confirmada pelo Senado norte-americano.

O presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou quarta-feira que vai nomear Shalanda Young para liderar a Direção de Gestão e Orçamento (DGO) da Casa Branca e Nani Coloretti como sua vice.

Se confirmada pelo Senado, Young tornar-se-á a primeira mulher negra a chefiar este órgão, enquanto Coloretti, que é filipino-norte-americana, passará a ser uma das asiático-norte-americanas com estatuto mais elevado no governo de Biden.

Será também a primeira vez que duas mulheres não brancas vão liderar a agência, que ajuda o Presidente a desenvolver um orçamento anual e a controlar o gasto dos dólares dos contribuintes. “Hoje tenho a honra de nomear duas extraordinárias mulheres, protagonistas da história, para liderar a Direção de Gestão e Orçamento”, disse Biden, através de uma mensagem de vídeo. Biden está na ilha de Nantucket, no Estado do Massachusetts, onde vai passar o feriado do Dia de Ação de Graças (Thanksgiving, na expressão norte-americana).

Young tem dirigido a DGO na maior parte deste ano. A primeira escolha de Biden, Neera Tanden, enfrentou uma forte oposição no congresso pelos seus fortes ataques anteriores a congressistas e retirou-se do processo.

Biden adiantou, na sua mensagem, que Young o tem “impressionado de forma contínua” no exercício desta responsabilidade. Ela vai enfrentar também um voto de confirmação no Senado, mas este já a tinha confirmado, por dois terços, para o exercício interino do cargo em março, com o apoio de vários republicanos.

E enquanto antiga diretora da comissão a Câmara dos Representantes para as questões orçamentais e fiscais, tem o apoio dos principais líderes democratas, desde logo o da presidente da Câmara Baixa do Congresso, Nancy Pelosi.

Coloretti juntar-se-á ao governo proveniente do centro de reflexão Urban Institut, onde é vice-presidente sénior. Biuden acentuou estas suas escolhas respeitam a “duas das mais experientes e qualificadas pessoas para liderar” a DGO e apelou ao Senado para que as confirme rapidamente nos seus postos.

O responsável pela DGO tem a função de unificar o orçamento governamental e controlar um largo espetro de questões logísticas e legais através do governo federal.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Biden escolhe duas mulheres para liderar a gestão e o orçamento do seu governo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião