Sessão volátil em Wall Street com incerteza sobre Ómicron

Os investidores continuam a medir o risco que a nova variante apresenta para a economia e as empresas. A Boeing valoriza, após dar mais um passo para o regresso da aeronave 737 Max.

A penúltima sessão da semana arrancou volátil em Wall Street, com os investidores ainda a pesar as notícias e avaliações sobre o risco que apresenta a nova variante do coronavírus, apelidada de Ómicron. As cotadas da aviação ajudaram a impulsionar os ganhos no início da sessão desta quinta-feira, bem como a energia, numa altura em que os preços do petróleo recuam.

Persistem as incertezas em torno da Ómicron, nomeadamente sobre o grau de transmissibilidade e os receios de que possa ser resistente às vacinas. Já foi registado um caso nos EUA e a Administração Biden pediu às empresas que avançassem com os requisitos de vacinação, endurecendo também as regras das viagens, exigindo que os passageiros que chegam aos EUA sejam testados antes da partida.

Os principais índices têm um desempenho volátil nesta altura de incerteza. O índice financeiro S&P 500 abriu a cair 0,18%, para 4.504,73 pontos, e o industrial Dow Jones a valorizar 0,16%, para 34.076,25 pontos. Já o tecnológico Nasdaq arrancou a sessão a perder 0,47%, para 15.181,82 pontos, mas inverteu a tendência e segue a valorizar, depois de Democratas e Republicanos terem alcançado um acordo para estender o financiamento ao Governo até 18 de fevereiro.

A impulsionar o Dow Jones encontram-se cotadas do setor da aviação, nomeadamente a Boeing, que soma 4,33% para os 196,33 dólares, depois de a China dar mais um passo para autorizar o 737 Max a voltar a voar, e a Delta Airlines, que avança 4,70% para 35,10 dólares.

Em destaque nesta sessão está também a energia, com a ExxonMobil a subir 1,14%, para os 60,47 dólares, e a Chevron a ganhar 1,61%, para 113,90 dólares. Isto numa altura em que os preços do petróleo recuam nos mercados internacionais: o barril de Brent desvaloriza 1,10%, para os 68,11 dólares e o crude WTI cai 0,99%, para 64,92 dólares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sessão volátil em Wall Street com incerteza sobre Ómicron

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião