Alemanha impõe vacinação obrigatória contra a Covid-19 a partir de fevereiro

A chanceler alemã anunciou esta quinta-feira que a vacinação contra a Covid-19 passará a ser obrigatória no país a partir de fevereiro. Até lá, os não vacinados enfrentarão mais restrições.

A chanceler alemã Angela Merkel anunciou esta quinta-feira que a vacinação contra a Covid-19 passará a ser obrigatória na Alemanha a partir de fevereiro. A medida foi articulada entre Merkel, que está de saída, e o novo chanceler, Olaf Scholz, que vai liderar o Governo de coligação entre o SPD (social-democratas), o FDP (liberais) e os Verdes, o que significa que a lei que fixará essa obrigação deverá passar no Bundestag (parlamento alemão).

A dirigir-se aos alemães, Merkel disse que a situação atual da pandemia é “muito séria”, com o número de casos em níveis muito elevados e a taxa de vacinação (cerca de 69%) na Alemanha ainda inferior a muitos outros países europeus, como é o caso de Portugal. Scholz, que assumirá o cargo de chanceler na próxima quarta-feira, reforçou que a “situação é muito, muito difícil”.

Além de tornar a obrigação obrigatória daqui a três meses, de acordo com o The Guardian, o Governo alemão quer impor, em articulação com os Governos regionais, restrições ao contacto social por parte das pessoas que não se tenham vacinado, o que está a ser descrito como um “confinamento para não vacinados”.

Na prática, quem não tiver sido vacinado não poderá ter acesso a lojas não-essenciais — poderá ir a supermercados ou farmácias, por exemplo –, a restaurantes e a locais de cultura ou entretenimento (teatros, cinemas, entre outros), de acordo com a Euronews. O acesso continuará a ser permitido a quem estiver vacinado ou tiver recuperado.

Segundo a Bloomberg, a Alemanha vai também limitar a lotação dos jogos de futebol e de outros eventos públicos.

Em cima da mesa está também a hipótese de as discotecas e dos bares terem de fechar se o número de casos ultrapassar um certo patamar, podendo tal ser decidido região a região. Aliás, dada a autonomia que têm, os Governo regionais podem apertar as regras para lá deste acordo nacional.

Estas medidas foram anunciadas após um encontro entre Angela Merkel, Olaf Scholz e os líderes locais das 16 regiões do país. “Aqueles que não foram vacinados têm de o ser e esse é o meu apelo pessoal e muito urgente“, disse Olaf Scholz depois da reunião.

A Áustria tornou-se o primeiro país ocidental a tornar a vacinação contra a Covid-19 obrigatória. Já a Grécia aplicou essa obrigação para os cidadãos com mais de 60 anos. Agora a Alemanha prepara-se para elaborar uma lei no mesmo sentido, o que deverá ser polémico e provocar manifestações.

Além da lei, o Governo alemão decidiu alargar os profissionais que podem administrar a vacina, incluindo os dos lares e das farmácias, e tem como objetivo injetar 30 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 até ao final do ano.

(Notícia atualizada às 14h35 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alemanha impõe vacinação obrigatória contra a Covid-19 a partir de fevereiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião