Merkel quer apertar restrições para travar Covid-19. Situação na Alemanha é “dramática”

A chanceler alemã deu até quarta-feira aos estados federados para decidirem medidas mais restritivas por causa do avanço da doença: "O que está em vigor atualmente não é suficiente."

Merkel disse aos líderes da CDU que as medidas atualmente em vigor na Alemanha são insuficientesFRANCISCO SECO/LUSA

Angela Merkel avisou que serão necessárias medidas mais restritivas do que as atuais para conter o avanço da Covid-19 na Alemanha. “Estamos numa situação altamente dramática. O que está em vigor atualmente não é suficiente”, disse a ainda chanceler alemã aos líderes da CDU, de acordo com a Reuters.

Os estados da Baviera e de Saxony são os dois mais fustigados pelo coronavírus e já tinham decidido encerrar mercados de Natal, bem como introduzido outras restrições. Além disso, partes da vida pública na Alemanha foram limitadas apenas a pessoas totalmente vacinadas ou que tenham recuperado da doença.

Na segunda-feira, a Alemanha registou 30.643 novos casos de Covid-19 e 62 pessoas morreram. A incidência atingiu o 15.º recorde diário consecutivo, fixando-se em 386,5 casos por 100 mil habitantes, segundo a agência internacional.

"Estamos numa situação altamente dramática. O que está em vigor atualmente não é suficiente.”

Angela Merkel

Chanceler da Alemanha

Contudo, para Angela Merkel, as medidas já em vigor ou o aumento da vacinação não será suficiente para travar o aumento acelerado do número de infeções no curto prazo. Segundo a Reuters, a chanceler deu até quarta-feira aos 16 estados federados do país para que decidam medidas mais apertadas.

Na segunda-feira, a vizinha Áustria impôs um novo confinamento por causa do crescimento dos casos de Covid-19 e tornou obrigatória a vacinação contra a doença. Na sexta-feira, o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, avisou que a Alemanha poderia ser a próxima a avançar para o confinamento. Cerca de 79% dos adultos alemães foram inoculados com duas doces da vacina anti-Covid, mas apenas 7,5% receberam uma dose de reforço.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Merkel quer apertar restrições para travar Covid-19. Situação na Alemanha é “dramática”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião