BRANDS' CAPITAL VERDE De casa para o ecoponto azul. Recorde o que reciclar e como

  • BRAND'S CAPITAL VERDE
  • 20 Dezembro 2021

Que as embalagens de papel e cartão devem ser depositadas no ecoponto azul restam poucas dúvidas. Mas poderão ir sujas? Os toalhetes também pertencem aqui? Recordemos.

Sabia que este ano foram reciclados 400 mil toneladas de resíduos? E que 9 em cada 10 portugueses participam na reciclagem? De acordo com estes dados da Sociedade Ponto Verde, percebemos que o saldo é cada vez mais positivo.

Ainda assim, sabe-se que toneladas de vidro, embalagens de plástico e de papel que poderiam ser recicladas acabam no lixo indiferenciado. Há dúvidas que persistem na hora de separar o lixo em casa.

O papel sujo de comida pode ir diretamente para o ecoponto azul? E o papel alumínio, as toalhitas e os guardanapos também devem ser depositados neste contentor? Vale a pena recordar o que deve e não deve ir para o ecoponto azul, e como. E antes, lembre-se:

  1. Não deposite embalagens sujas.
    Papel e cartão com restos de comida ou gordura não devem ser colocados no ecoponto azul, já que inviabiliza a reciclagem.
  2. Sempre que possível, espalme as embalagens.
    Este passo vai permitir poupar espaço no contentor doméstico.

Ecoponto azul: o que colocar

o que colocar ecoponto azul reciclar

  • Caixas de cartão, de cereais, de bolachas, de chocolates, de detergentes
  • Invólucros de cartão dos packs de iogurtes e cervejas
  • Sacos de papel e papel de embrulho
  • Jornais, revistas e folhetos publicitários
  • Envelopes sem janela, papel de carta, papel de impressora, bilhetes de transportes
  • Lista telefónicas
  • Caixas de cartão de ovos
  • Caixas de fósforos

Ecoponto azul: o que NÃO colocar

  • Papel sujo e caixas de cartão com gordura
  • Lenços, papel de cozinha e guardanapos de papel usados
  • Papel plastificado, autocolante, de alumínio ou de lustro
  • Embalagens de produtos químicos
  • Toalhetes e fraldas

De casa para o ecoponto

A Câmara Municipal de Cascais lançou uma campanha de incentivo à separação, com o apoio da Sociedade Ponto Verde. Intitulada “De Casa para o Ecoponto”, o objetivo é ajudar os munícipes a adotar comportamentos ambientalmente mais sustentáveis, sobretudo no que toca à separação de resíduos, sua colocação no ecoponto e posterior reciclagem.

A ação envolve a distribuição gratuita de 10.500 ecobags domésticos, envoltos num estojo de cartão com informações sobre como separar corretamente o lixo, em vários mercados do concelho de Cascais.

Pode ainda testar os seus conhecimentos respondendo ao quiz através deste QRCode:

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

De casa para o ecoponto azul. Recorde o que reciclar e como

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião