Bruxelas aprova nova ajuda estatal à TAP de 71,4 milhões para compensar efeitos da pandemia

  • Lusa
  • 22 Dezembro 2021

A nova ajuda, um dia depois da aprovação do plano de reestruturação da TAP, é uma compensação pelos danos sofridos pela companhia em "resultado direto das restrições" de viagens pela pandemia.

A Comissão Europeia aprovou esta quarta-feira uma nova ajuda estatal portuguesa de 71,4 milhões de euros à TAP, um dia após a aprovação do plano de reestruturação e de um auxílio de 107,1 milhões de euros devido à pandemia.

“A Comissão Europeia aprovou hoje, ao abrigo das regras da União Europeia em matéria de auxílios estatais, uma ajuda portuguesa no valor de 71,4 milhões de euros para continuar a apoiar a TAP Air Portugal no contexto da pandemia”, informa o executivo comunitário em comunicado.

Um dia depois de ter aprovado o plano de reestruturação da TAP e a ajuda estatal de 2.550 milhões de euros, impondo, porém, alguns ‘remédios’, a Comissão Europeia ressalva que a TAP “desempenha um papel fundamental no crescimento do turismo e da economia portuguesa no seu conjunto e é um empregador significativo em Portugal”, tendo sido responsável, em 2019, por mais de 50% das chegadas e partidas no aeroporto de Lisboa, daí a aprovação do novo regime português.

O aval dado é referente a um montante de 71,4 milhões de euros “para compensar a TAP Air Portugal pelos danos sofridos entre 1 de janeiro e 30 de junho de 2021 como resultado direto das restrições de viagem em vigor para limitar a propagação do vírus”, é indicado.

“Devido a estas restrições de viagem, a TAP Air Portugal sofreu perdas de exploração significativas e sofreu um declínio acentuado no tráfego e na rentabilidade durante este período”, assinala Bruxelas.

Notando que esta ajuda estatal “segue-se a medidas de apoio anteriores” aprovadas em abril passado e esta terça-feira, o executivo comunitário explica que a nova compensação “assumirá a forma de uma injeção de capital ou de um empréstimo que pode ser convertido em capital”.

“A escolha entre estas formas de apoio será feita pelo Governo português”, assinala a instituição.

Argumentando que “a medida portuguesa compensará os danos diretamente relacionados com o surto de coronavírus”, o executivo comunitário conclui que o auxílio é “proporcional, uma vez que a compensação não excede o que é necessário para reparar os danos”.

“Nesta base, a Comissão concluiu que a medida portuguesa está em conformidade com as regras para auxílios estatais na UE”, adianta o comunicado de Bruxelas.

Também na terça-feira, a Comissão Europeia deu ‘luz verde’ a uma ajuda estatal de Portugal de 107,1 milhões de euros à TAP, para compensar consequências negativas da pandemia da covid-19 no segundo semestre do ano passado.

Esse auxílio estatal, aprovado na terça-feira, visa compensar a companhia aérea pelos danos sofridos entre 01 de julho de 2020 e 30 de dezembro de 2020 como resultado direto das restrições de viagens impostas para tentar limitar a propagação da covid-19, explicou a Comissão, que divulgou nesse em dia em paralelo a aprovação do plano de reestruturação da TAP.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bruxelas aprova nova ajuda estatal à TAP de 71,4 milhões para compensar efeitos da pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião