BRANDS' PESSOAS Modo zapping: resoluções ou distrações para 2022

  • PESSOAS + EY
  • 3 Janeiro 2022

Será que estamos a projetar um 2022 atento à saúde mental e bem-estar das equipas, com objetivos organizacionais claros? Catarina Ciríaco, Senior Consultant EY, People Advisory Services, questiona.

Num mundo hiperconectado, repleto de notificações, será que estamos a projetar um 2022 atento à saúde mental e bem-estar das equipas, com objetivos organizacionais claros?

Após dias preenchidos de trabalho, entre reuniões e deadlines a cumprir, segue-se uma vida pessoal numa cultura que por si só, já é uma cultura de entretenimento, onde o tempo livre é uma espécie em vias de extinção.

Há, muitas vezes, a ambição de querer ser produtivo e high performer a todas as horas, mesmo quando falamos de hobbies. No artigo In Praise of Mediocrity, Tim Wu destaca a importância de investirmos em atividades simplesmente pelo gosto pessoal sem existir a pressão de atingir a excelência.

Ou, por outro lado, a ideia de que estar sempre ocupado é bom. À mínima pausa, é comum pegar-se no telemóvel para consultar o email ou redes sociais, ou finalizar os dias a consumir programas televisivos ou séries. Há já cálculos que apontam que a distância média de scroll percorrida no telemóvel pode rondar os 8 quilómetros anuais.

scroll smartphone

É evidente que existem inúmeras vantagens em termos acesso a tanto conteúdo na palma das nossas mãos. Contudo, ainda nos recordamos porque queremos assegurar diversidade nas organizações?

Este conteúdo, cada vez mais customizado às nossas preferências e gostos, pode afunilar o nosso horizonte. Reduz a exposição à ambiguidade e, também, minimiza a experiência do confronto com o diferente, tantas vezes importante para desconstruir as nossas crenças.

É natural que nas últimas semanas tenhamos pensado sobre o que queremos fazer diferente neste novo ano. Sabendo que realizar pausas é importante para minimizar o impacto do stresse e exaustão mental, parece-me essencial que não só as resoluções para 2022 contemplem momentos de pausa, como também devem ter origem em momentos de paragem para silenciar distrações e conseguir ver mais além.

Cruzei-me recentemente com a expressão JOMO (Joy Of Missing Out), por oposição ao tão afamado FOMO (Fear Of Missing Out). Esta primeira expressão enaltece o quão bom pode ser parar na corrida desenfreada dos dias.

Considerando todos estes pontos, acredito que teremos um 2022 mais saudável e mais alinhado com os nossos objetivos individuais, de equipa e organizacionais se soubermos colocar nas nossas agendas pausas para respirar, refletir e projetar.

planeamento estratégia

Partilho em seguida sugestões para melhor projetarmos boas resoluções para 2022, ao nível organizacional, de equipa e individual.

  • Organizacional: desafiar o board das organizações para Reflexões Estratégicas, ou até conduzir um Diagnóstico da Estratégia de Talento de forma interativa como permite a People Agenda da EY. As funções de gestão de topo podem, por vezes, ser muito solitárias. A oportunidade de parar, discutir estratégia e ter elementos externos à organização a questionar e despertar para novas perspetivas acrescenta muito valor à construção de roadmaps estratégicos.
  • Equipa: realizar um Assessment Center permite conhecer as fortalezas e áreas de desenvolvimento das equipas. Saber quais as competências técnicas e comportamentais de futuro, possibilita a identificação de gaps e preparar as equipas para prosperar, através de capacitação ou até desenhando planos de desenvolvimento e sucessão.
  • Individual: criar programas de Mentoring ou Coaching permite aos participantes ter a oportunidade de refletir sobre o seu percurso e investir no próprio desenvolvimento. Estes programas, a par de Sessões de Feedback e Desenvolvimento, são ferramentas incríveis para desafiar e delinear objetivos, identificando estratégias capazes de viabilizar projetos e desejos pessoais.

Neste momento, em que todos formulamos resoluções pessoais para 2022, vale a pena revisitá-las. Será que vamos alimentar o modo zapping e as distrações? Será que previmos espaço para o confronto com o diferente e para nos desafiarmos?

Que as resoluções do próximo ano reflitam as nossas prioridades e sejam fruto de uma visão ampla da vida, e não fruto de respostas rápidas, enquanto nos entretemos a fazer zapping ou scroll.

Recorde-se que investir em si e no desenvolvimento das suas pessoas, será sempre o melhor investimento. Votos de excelente 2022!

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Modo zapping: resoluções ou distrações para 2022

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião