Ventura admite que se Bloco ficar à frente do Chega é uma derrota

  • Lusa
  • 18 Janeiro 2022

“Se [o Bloco de Esquerda] conseguir ficar à frente do Chega, é uma derrota para o Chega, mas sobretudo para o país”, disse André Ventura.

O presidente do Chega, André Ventura, admitiu esta terça-feira que caso o Bloco de Esquerda se mantenha como a terceira força política isso será uma derrota para o partido que lidera. “Se [o Bloco de Esquerda] conseguir ficar à frente do Chega, é uma derrota para o Chega, mas sobretudo para o país”, disse André Ventura, antes do arranque de uma arruada em Aveiro.

André Ventura acredita que “um dos grandes problemas da direita” nos últimos dois anos e meio “foi a incapacidade de travar esse tipo de lutas”, referindo que o Chega “esteve sozinho na rua contra a narrativa do racismo”, a pedir “que se acabasse com esta ideia de que os portugueses são racistas”.

“O Chega ficou sozinho à direita. Nem PSD, nem CDS-PP, nem Iniciativa Liberal se juntaram a isso”, disse.

Essa “luta” deu votos ao partido de extrema-direita e as sondagens “indicam que as pessoas queriam que houvesse uma força assim e capaz de ter esta linguagem e falar diferente”, notou André Ventura, que foi condenado pela Relação por ofensas ao direito à honra e ao direito à imagem, considerando os juízes que houve “uma vertente discriminatória em função da cor da pele e da situação socioeconómica” dos visados, uma família do Bairro da Jamaica, a quem o líder do Chega chamou de “bandidos”.

“Eu acho que não somos um país racista. Continuo a achar que não somos um país racista”, vincou, apesar de o inquérito European Social Survey publicado em 2020 referi que “62% dos portugueses manifestam racismo”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ventura admite que se Bloco ficar à frente do Chega é uma derrota

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião