Djokovic detém 80% de farmacêutica dinamarquesa que desenvolve tratamentos contra a Covid

O investimento do tenista nesta empresa dinamarquesa foi feito em junho de 2020, mas o montante não foi revelado.

O tenista Novak Djokovic adquiriu 80% do capital da empresa de biotecnologia dinamarquesa QuantBioRes, que tem o objetivo de desenvolver um tratamento médico contra a Covid-19.

A informação foi avançada pelo presidente executivo da empresa à Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês), que adiantou também que o investimento foi feito em junho de 2020. O empresário recusou-se, no entanto, a dizer o montante da transação.

A QuantBioRes tem cerca de 11 investigadores a trabalhar na Dinamarca, Austrália e Eslovénia, para desenvolver um tratamento, que inibe o coronavírus de infetar a célula humana. A equipa tem em vista lançar testes clínicos na Inglaterra neste verão.

Djokovic viu-se envolvido numa polémica relativa à sua participação no Open da Austrália. O tenista chegou a obter uma isenção médica da vacinação contra a Covid-19, mas acabou por ser deportado, com o Governo australiano a revogar o visto.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Djokovic detém 80% de farmacêutica dinamarquesa que desenvolve tratamentos contra a Covid

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião