Portugal é o terceiro país com maiores níveis de stress da Europa

  • Joana Abrantes Gomes
  • 19 Janeiro 2022

Um estudo da Eachnight revela que Portugal é o terceiro país mais stressado da Europa, devido, sobretudo, a uma elevada taxa de divórcios e a uma baixa percentagem de população empregada.

Com uma classificação de 77,13 pontos, Portugal é o terceiro país mais stressado da Europa, apenas atrás da Sérvia e da Letónia, revela um estudo da Eachnight. Além da segunda maior taxa de divórcios a nível europeu, com 58,7 divórcios por cada 100 casamentos, Portugal apresenta uma das mais baixas taxas de emprego do continente, com 56,1% da população empregada.

O estudo, realizado pelos peritos em sono da organização britânica Eachnight, avaliou os países europeus segundo três categorias, nomeadamente stress financeiro, laboral e pessoal, de modo a descobrir os países mais e menos stressados da Europa.

O stress financeiro mede fatores como a taxa de pobreza, a renda média de um apartamento T1 e o custo de transporte, enquanto o stress laboral se baseia na taxa de emprego, salário médio, férias anuais e tempo médio de deslocação para o local de trabalho. O stress pessoal foi calculado mediante a taxa de divórcio, os casos de Covid-19, os casos de depressão, os custos de cuidados infantis e os níveis de criminalidade.

A Sérvia teve a pontuação mais alta (77,83 pontos), sendo, portanto, o país mais stressado do continente. A classificação da Sérvia deve-se ao seu salário mensal de 534,13 euros – o terceiro mais baixo da Europa – e, ao mesmo tempo, à sua taxa de pobreza de 23%, a quarta mais elevada do continente.

Com um nível de stress de 77,58 pontos, o segundo país da Europa mais stressado para viver é a Letónia, devido a uma taxa de divórcios que se encontra acima da média europeia (45,7 divórcios por cada 100 casamentos) e a uma taxa de emprego de 61,6%, a sexta mais baixa do continente.

Depois de Portugal, seguem-se a Grécia e a Espanha (ambos com 74 pontos), a Itália (73,35 pontos), a Lituânia (71,11 pontos), a Bulgária (71,09 pontos) e a Albânia (70,88 pontos) na classificação de países mais stressados da Europa.

O Reino Unido ficou no 10.º lugar da tabela de países europeus mais stressados. Fatores como a renda média mais alta da Europa (2.018 euros) e o custo médio mensal de transporte mais elevado (188 euros) determinaram uma pontuação total de 70,64 pontos para o Reino Unido, que regista o terceiro nível mais elevado de stress financeiro.

a classificação dos países menos stressados da Europa é liderada pela Islândia, que obteve uma pontuação total de 47,41. A ilha nórdica é o país com menor stress em termos de fatores de trabalho, uma vez que tem o tempo médio de deslocação mais curto da Europa – de apenas 15 minutos -, juntamente com a mais baixa taxa de pobreza (9%).

A Alemanha (49,54 pontos) é o segundo país europeu com menores níveis de stress, o que se deve, particularmente, a um bom desempenho no que toca aos fatores de stress laboral. Os cidadãos alemães têm um dos salários mensais mais elevados da Europa, uma média de 3.031 euros, a par com a quarta maior taxa de emprego do continente, com 75,6% da população empregada.

O terceiro país menos stressado do continente europeu é a Noruega, que teve uma pontuação total de 50,69. A classificação deste país escandinavo deve-se também a baixos níveis de stress laboral, tendo uma média de 38 horas de trabalho por semana – a terceira média mais baixa da Europa – e o quinto salário médio mensal mais alto da Europa, de 3.305,91 euros.

A Suíça (52,04 pontos), a Suécia (54,91 pontos), a França e o Luxemburgo (ambos com 56,19 pontos), a Áustria (57,22 pontos), a Roménia (59,15 pontos) e a Finlândia (59,57 pontos) completam o ‘top 10’ de países com menores níveis de stress da Europa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal é o terceiro país com maiores níveis de stress da Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião