EDP Renováveis produziu mais 6% de energia limpa em 2021

A empresa liderada por Miguel Stilwell gerou 30,3 terawatt-hora de energia limpa em 2021, o que representa um aumento de 6% face a 2020. Europa e América do Norte foram os que mais contribuíram.

A EDP Renováveis gerou 30,3 terawatt-hora (TWh) de energia limpa em 2021, o que representa um aumento de 6% face ao período homólogo. A Europa e América do Norte foram os continentes que mais contribuíram para esta fasquia, representando, respetivamente, 37% e 56% do total de geração de energia gerada, de acordo com a antevisão dos dados operacionais da empresa, enviados à CMVM.

Pelo continente europeu, a geração de energia limpa aumentou 13% em 2021 face ao período homólogo, sendo que a empresa de energias renováveis justifica esse aumento com a “maior capacidade instalada e recurso ligeiramente superior”, assinala o comunicado divulgado à CMVM. Só em Portugal, foram gerados 3.049 gigawatt-hora (GWh) de energia limpa, o que representa um aumento de 16% face a 2020, ao passo que em Espanha a EDP Renováveis gerou 4.979 GWh de energia limpa, isto é, uma subida de 15% face ao período homólogo.

Em contrapartida, na América do Norte a produção caiu 2% face a igual período do ano passado para 17.057 GWh, refletindo a nova capacidade instalada em operação que foi neutralizada pelo menor recurso e impacto do evento ERCOT não recorrente no primeiro trimestre de 2021″, lê-se na nota de imprensa. Nos EUA, por exemplo, foram produzidos menos 5% GWh de energia para um total de 15.814 GWh, ao passo que no México a produção disparou 228% para 255 GWh.

Já na América Latina, foram gerados 1.888 GWh de energia limpa, o que se traduz num aumento de 73% face ao registado em 2020. Esta subida é justificada pela “maior capacidade instalada e maior recurso no Brasil”, segundo a empresa liderada por Miguel Stiwell de Andrade.

Quanto à capacidade instalada aumentou para 13,6 GW, o que se traduz numa subida de 14% face ao registado em 2020. Neste âmbito, também a Europa e a América do Norte se destacam, representando, respetivamente, 42% e 52% do portfólio total. Em termos de tecnologia para a capacidade intalada, o Onshore Eólico representa a maior fatia (92% do total), seguido pela energia solar (6%) e pelo Offshore Eólico (2%).

Em 2021, a EDP Renováveis alcançou um fator de utilização de 29%, um valor ligeiramente aquém ao registado em 2020 (30%).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis produziu mais 6% de energia limpa em 2021

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião