“Quem quer uma maioria absoluta” não deve “desmerecer a única que o PS teve”, diz Sócrates

  • Lusa
  • 22 Janeiro 2022

Antigo primeiro-ministro disse que “quem quer uma maioria absoluta" não deve "desmerecer a única que o PS teve na sua história", referindo-se a António Costa.

O antigo primeiro-ministro José Sócrates disse esta sexta-feira que “quem quer uma maioria absoluta talvez devesse começar por não desmerecer a única que o PS teve na sua história”, referindo-se a sua eleição em 2005 e alertando António Costa.

Em entrevista à CNN Portugal, conduzida pelo jornalista Júlio Magalhães, o ex-primeiro-ministro socialista afirmou que “não quer entrar na campanha”, dizendo apenas estar ao lado todos aqueles que fizeram a seu lado “política durante os últimos 40 anos”.

“Eu filiei-me nessa família política e tenho muitos amigos que são candidatos a deputados, os meus principais amigos. Os meus companheiros de muitos anos estão neste momento em campanha eleitoral e não quero dizer nada que possa ferir a sensibilidade deles”, salientou.

Considerando “as maiorias absolutas muito difíceis”, José Sócrates, que já não pertence ao PS, deixou ainda implícito na entrevista que irá votar em António Costa nas eleições legislativas agendadas para 30 de janeiro. “Eu não sou do PS, eu não pertenço ao PS, mas sou socialista […]. […] Vou para isso? Sim. Eu gostava que os meus amigos tivessem sucesso”, garantiu.

Costa diz que não viu entrevista e não responde a críticas

O secretário-geral do PS afirmou este sábado, por várias vezes aos jornalistas, que não viu a entrevista televisiva concedida pelo antigo líder socialista José Sócrates na sexta-feira, onde este afirmou que, “quem quer maioria absoluta, talvez devesse começar por não desmerecer a única que o PS teve”, referindo-se indiretamente a António Costa.

No final de uma ação de rua em Leiria, confrontado com esta declaração de José Sócrates, o atual secretário-geral do PS e primeiro-ministro não fez qualquer comentário, limitando-se a dizer por três vezes: “Não tive a oportunidade de ver”.

Já quando um jornalista perguntou a António Costa se José Sócrates é “um ativo tóxico”, o líder socialista reagiu, contrapondo: “Tóxico é não votarmos nas eleições legislativas”. “O que é tóxico é não acreditarmos numa política de valorização do rendimento das famílias, seja por aumento de salários, ou por redução dos impostos”, declarou.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Quem quer uma maioria absoluta” não deve “desmerecer a única que o PS teve”, diz Sócrates

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião