Igreja de Bragança arrematada por 218 mil euros em leilão “online”

  • Lusa
  • 25 Janeiro 2022

Igreja e o adro do Convento de São Francisco, em Bragança, foram leiloados online por perto de 218 mil euros, depois de uma penhora por dívida a um empreiteiro. Comprador foi construtora de Sesimbra.

A igreja do Convento de São Francisco, em Bragança, classificado como Monumento de Interesse Público, foi esta terça-feira arrematada por perto de 218 mil euros.

A igreja e o adro de um dos mais emblemáticos edifícios de Bragança foram penhorados por uma dívida a um empreiteiro e leiloados online com um valor base de 137 mil euros, ultrapassado pelas licitações que triplicaram sobretudo nos últimos minutos, fazendo prolongar por uma hora o leilão que estava previsto encerrar às 11h.

Uma construtora da zona de Setúbal, a Pb- Sociedade Imobiliária Lda, arrematou a igreja por 217.825 euros. A empresa de construção civil, que tem sede em Sesimbra, compra, venda, e revenda de bens, conforme a informação que sobre ela consta na Internet, licitou o valor mais alto e acima dos cerca de 137 mil euros de base do leilão.

A igreja e o adro leiloados pertencem à ordem terceira franciscana, uma organização de leigos, e está integrada no convento de São Francisco, este último atualmente sob administração direta do Estado, onde está instalado o Arquivo Distrital de Bragança.

O conjunto do edifício medieval, datado do século XIII, situado junto ao castelo de Bragança, já foi convento, hospital militar e asilo.

As dificuldades financeiras da ordem proprietária do local de culto são conhecidas há cerca de 30 anos, quando começaram a ser feitas obras de restauro com apoios do Estado, através de organismos e programas ligados à cultura, e da Câmara de Bragança, que chegaram a perto de 1,5 milhões de euros.

Uma dívida de uma empreitada está na origem do processo judicial que levou à penhora e leilão desta que é a maior igreja da cidade de Bragança e onde em tempos se faziam os grandes eventos religiosos.

Um representante da ordem terceira franciscana anunciou que prestará esta terça-feira esclarecimentos sobre o processo que levou ao leilão noticiado pela Lusa, na segunda-feira.

O presidente da Câmara de Bragança, Hernâni Dias, disse que “o município está a acompanhar o processo” e que “a disponibilidade vai até ao ponto de impedir que o imóvel passe para a mão de um privado”.

De acordo com as publicações que têm sido feitas sobre o monumento, a igreja de São Francisco apresenta uma das mais ricas coleções de arte sacra e os restauros que têm sido feitos nos últimos anos têm levado a novas descobertas de património.

Os frescos medievais na parte interior da abóbada e polvilhados pelo templo são também elementos distintivos deste imóvel.

(Notícia atualizada com o nome da empresa que arrematou a igreja)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Igreja de Bragança arrematada por 218 mil euros em leilão “online”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião