Berlim baixa para 3,6% previsão de crescimento do PIB alemão em 2022

  • Lusa
  • 26 Janeiro 2022

O Governo alemão reviu em baixa a previsão de crescimento do PIB para 2022. Aponta agora para um salto de 3,6%, menos 0,5 p.p. do que tinha anteriormente projetado.

O Governo alemão baixou para 3,6% a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha para este ano, menos 0,5 pontos percentuais face às estimativas anteriores, foi anunciado esta quarta-feira.

Ao apresentar o relatório económico anual ao Parlamento, o ministro das Finanças alemão, Robert Habeck, afirmou que as consequências da pandemia ainda se fazem sentir e muitas empresas estão a lutar, mas que economia é forte e que o Governo conta com um crescimento de 3,6% este ano.

O anterior governo alemão tinha previsto em outubro – antes da formação do atual executivo chefiado por Olaf Scholz – um aumento do PIB até 4,1% em 2022, posteriormente o Bundesbank tinha subido a previsão para 4,2% e os consultores do Governo tinham estimado mesmo um crescimento de 4,6%.

A revisão em baixa deve-se em grande parte ao impacto da variante Ómicron que levou a um aumento acentuado dos contágios na Alemanha que se espera que tenha um impacto na atividade económica, especialmente através do aumento das baixas por doença. No entanto, o relatório prevê que com o progresso da vacinação a situação irá melhorar, de modo que se pode esperar uma recuperação clara a partir de abril.

O Governo também espera que o desemprego caia para 5,1% este ano, menos 0,6 pontos percentuais. Habeck acrescentou que agora devem ser lançadas as bases para uma saída rápida da crise, o que exigirá investimentos e uma maior eficiência. A fim de assegurar a competitividade e prosperidade a longo prazo, é também necessário combinar o crescimento com a proteção climática, afirmou.

Esta transformação é um desafio histórico, mas também uma grande oportunidade. Vamos começar este ano a transformar a economia social de mercado passo a passo numa economia de mercado social e ecológica”, disse Habeck. O relatório económico do Governo para 2022 intitula-se “Para uma economia de mercado social e ecológica” e, além das previsões habituais, descreve as orientações de política económica e financeira.

A necessidade de combinar a luta contra a crise climática com o desafio das alterações demográficas e de combinar ambos os desafios com a preservação da prosperidade significa, de acordo com o relatório, que a Alemanha precisa de grandes inovações e de alta produtividade.

Para este fim, o Governo planeia investir 3,5% do PIB em inovação e desenvolvimento e fazer mais uso do potencial da digitalização. O relatório salienta igualmente que o Governo considera a segurança social e económica como a chave para a aceitação das próximas mudanças por parte da população. Neste contexto, refere-se a intenção de aumentar o salário mínimo de nove para 12 euros por hora e as reformas previstas no domínio da assistência social.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Berlim baixa para 3,6% previsão de crescimento do PIB alemão em 2022

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião