Mezze Escola arranca. Inscrições para segunda edição já estão abertas

O curso de cozinha para migrantes e refugiados começou esta semana as aulas, na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa. A próxima edição também já tem data marcada, e as inscrições já estão abertas.

O Mezze Escola já deu a primeira aula aos migrantes e refugiados que pretendem aprender sobre restauração e inserir-se no mercado de trabalho português. A formação, desenvolvida pela Associação Pão a Pão em parceria com a Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa (EHTL) e apoiado pelo programa Cidadãos Activ@s da Fundação Calouste Gulbenkian, pretende melhorar as condições de acesso ao emprego por parte de migrantes, dando-lhes ferramentas para aperfeiçoar as suas competências técnicas e sociais. A próxima edição começa em abril e as inscrições já estão abertas.

“O curso tem uma duração de seis meses, divididos entre a EHTL, com uma componente teórico-prática, e o Mezze, onde os alunos receberão formação em ambiente real de trabalho. Numa última fase, a Associação Pão a Pão fará a ponte com empregadores, promovendo a realização de estágios profissionais e oportunidades de emprego”, lê-se em comunicado.

Durante a componente teórico-prática, os formandos terão aulas de confeções básicas de cozinha, serviço de restaurante ou higiene e segurança alimentar, mas também de língua portuguesa, desenvolvimento pessoal, social e criativo, literacia financeira ou direito laboral. Estas aulas servem “para que fiquem a conhecer melhor o ambiente de trabalho onde vão estar inseridos”. No final, os formandos que concluírem o curso receberão um certificado de formação emitido pela EHTL.

A próxima formação do Mezze Escola decorre entre 26 de abril e 26 de julho de 2022, sendo que os interessados já podem preencher o formulário de pré-inscrição, através deste link. Seguem-se uma entrevista pessoal e uma seleção final dos candidatos.

A quem se dirige?

Condições de acesso:

  • Maiores de 18 anos;
  • Imigrantes, pessoas refugiadas ou requerentes de asilo;
  • Ter título de residência (definitivo ou provisório);
  • Ter NIF e NISS;
  • Algum domínio da língua portuguesa (nível A2 no mínimo);
  • Estar disponível para turnos rotativos, diurnos e noturnos.

Critérios de valorização:

  • Não beneficiar de apoio de acolhimento estatal;
  • Mulheres;
  • Jovens adultos até aos 30 anos;
  • Ter alguma experiência na área da restauração;
  • Estar em Portugal há pelo menos três anos;
  • Falar árabe;
  • Ter paixão pela cozinha/restauração.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mezze Escola arranca. Inscrições para segunda edição já estão abertas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião