Certificado Covid vai deixar de ser obrigatório para entrar em bares e restaurantes na Catalunha

  • Joana Abrantes Gomes
  • 27 Janeiro 2022

A partir desta sexta-feira, vai deixar de ser obrigatório apresentar o certificado digital da Covid-19 para entrar em bares, restaurantes, ginásios e lares na Catalunha.

Depois de avaliar um relatório da comissão de peritos em matéria da pandemia, o Governo catalão anunciou que a partir desta sexta-feira, 28 de janeiro, vai deixar de ser obrigatório apresentar o certificado digital Covid-19 para entrar em bares, restaurantes, ginásios e lares, noticia o El País (acesso livre, conteúdo em espanhol).

A decisão do Governo catalão, comunicada na quarta-feira, teve por base um documento do seu comité consultivo para a Covid-19. A elevada transmissibilidade desta variante, que infeta pessoas imunizadas e não imunizadas quase de igual forma, levou o Governo a considerar que as medidas de prevenção não têm o mesmo efeito “em comparação com a variante Delta”.

Além disso, os peritos entendem que uma parte significativa da população é novamente suscetível à infeção com SARS-CoV-2, “independentemente do seu estado vacinal” ou de terem estado infetadas. Nesse sentido, sublinham que a eficácia do certificado Covid é diminuída e que o inconveniente do seu uso supera os seus benefícios.

Outra característica da Ómicron é a sua menor severidade, visto que a taxa de pessoas infetadas que precisaram de internamento em unidades de cuidados intensivos na região é inferior à das variantes anteriores, o que também encorajou o Governo a diminuir as restrições. Na semana passada, o ministro da Saúde catalão, Josep Maria Argimon, chegou a afirmar que “se soubesse que a Ómicron era como era, obviamente não teria aceitado” as restrições.

De qualquer forma, o Executivo da região autónoma espanhola manteve a reunião com a comissão marcada para a manhã desta quinta-feira, “para avaliar a situação” com os departamentos afetados. O Governo catalão tinha previsto tomar uma decisão esta quinta-feira e enviar a proposta para o Supremo Tribunal de Justiça “com urgência” no caso de acordar uma prorrogação da medida, mas avançou com a retirada do certificado.

O Governo catalão aprovou ainda outras medidas, como o fim da imposição de um limite máximo de 10 pessoas em encontros sociais e das limitações à capacidade e aos horários de abertura nos setores da restauração, cultura e desporto. Há uns dias, a 21 de janeiro, a Catalunha levantou o recolher obrigatório, que se encontrava em vigor desde 24 de dezembro. Por outro lado, os estabelecimentos de diversão noturna permanecerão fechados pelo menos até 11 de fevereiro, de acordo com porta-vozes do setor.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Certificado Covid vai deixar de ser obrigatório para entrar em bares e restaurantes na Catalunha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião