Fundação Amélia de Mello vai premiar projetos de investigação com 25.000 euros

O objetivo da iniciativa é promover a investigação portuguesa, bem como distinguir e apoiar a realização de projetos de investigação científica avançada. Candidaturas terminam a 16 de maio.

A Fundação Amélia de Mello (FAM) vai abrir três concursos temáticos para a atribuição dos Prémios de Investigação Alfredo da Silva 2022, no montante de 25.000 euros cada. O objetivo é distinguir e apoiar a realização de projetos de investigação científica.

“Os destinatários destes prémios são investigadores, integrados ou não nas universidades e institutos politécnicos do país, e visam apoiar a realização de três projetos de investigação, que podem ou não estar ligados à elaboração de provas de grau na vida universitária”, lê-se em comunicado.

Para a atribuição dos Prémios Alfredo da Silva 2022, a FAM convidou para serem parceiros o BCSD Portugal, a COTEC Portugal e a Universidade NOVA de Lisboa. As entidades dão nome aos três concursos nacionais que vão ser abertos: “BCSD: Alfredo da Silva e o Empreendedorismo”, “COTEC: Inovação Tecnológica, Mobilidade e Industria” e “Universidade NOVA de Lisboa: Sustentabilidade na Saúde”.

Para cada uma destas áreas será constituído um júri, que apreciará as candidaturas e escolherá a proposta a apoiar. O prémio é de 25.000 euros e será entregue de forma faseada, de acordo com relatórios de monitorização da evolução do projeto vencedor.

As candidaturas abrem a 31 de janeiro e terminam a 16 de maio. Já o anúncio dos projetos vencedores será feito numa cerimónia pública a 30 junho.

Mais informações sobre os Prémios de Investigação Alfredo da Silva 2022 aqui.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fundação Amélia de Mello vai premiar projetos de investigação com 25.000 euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião