Economia da Zona Euro pode cair até 1% com guerra na Ucrânia

As previsões são de Philip Lane, mas ainda são preliminares: PIB da Zona Euro pode cair 0,3% a 0,4% num cenário moderado, e 1% num cenário severo, com guerra na Ucrânia.

O economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), Philip Lane, admite que a economia da Zona Euro caia entre 0,3% e 1%, por efeito do conflito vivido atualmente na Ucrânia, avança a Reuters. Estas projeções foram apresentadas esta sexta-feira em Paris.

De acordo com quatro fontes citadas pela referida agência, o economista prevê uma quebra de 0,3% a 0,4%, no cenário moderado, e uma redução de cerca de 1%, no cenário mais severo. Já no cenário mais favorável, a ofensiva que está a ser levada a cabo pela Rússia na Ucrânia não terá impacto na economia da área da moeda única, mas tal é considerado improvável.

Estas projeções, reconhecem as fontes, são, contudo, preliminares e têm por base, sobretudo, a evolução do preço das commodities. Philip Lane deverá, então, apresentar previsões mais precisas numa reunião que está marcada para 10 de março, no âmbito da qual o BCE deverá decidir os próximos passos do seu programa de estímulos monetários.

Por outro lado, no encontro desta quarta-feira, o economista-chefe não apresentou projeções quanto à inflação, mas sublinhou que espera uma subida significativa face à previsão feita para 2022.

A Rússia invadiu a Ucrânia na madrugada desta quinta-feira, numa operação a que Vladimir Putin está a chamar de “operação especial no leste”. O objetivo do Krelim é a “desmilitarização e desnazificação” da Ucrânia, segundo uma mensagem em vídeo de Vladimir Putin. Tanto os Estados Unidos como a União Europeia já anunciaram sanções contra a Rússia, mas a ofensiva continua e as forças russas já estão a aproximar-se da capital ucraniana, Kiev.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Economia da Zona Euro pode cair até 1% com guerra na Ucrânia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião