Final da Liga dos Campeões de futebol em Paris, em vez de São Petersburgo

  • Lusa
  • 25 Fevereiro 2022

Final da Liga dos Campeões de futebol é disputada em Paris e não em São Petersburgo. UEFA decidiu que também os jogos das seleções e das competições europeias serão disputados em campo neutro.

A final da edição de 2021/22 da Liga dos Campeões de futebol vai ser disputada em Paris, em vez de São Petersburgo, anunciou esta sexta-feira a UEFA, na sequência da ofensiva militar da Rússia na Ucrânia.

O palco do encontro decisivo da principal competição europeia de clubes é alterado pelo terceiro ano consecutivo, depois de Lisboa e Porto terem acolhido as finais de 2019/20 e 2020/21, devido à pandemia de Covid-19, em ambos os casos em detrimento de Istambul, na Turquia.

Um dia depois de ter criticado “veementemente a invasão militar”, a UEFA reuniu o comité executivo para avaliar a situação na Ucrânia, decidindo retirar à Rússia a organização da final da ‘Champions’, marcada para 28 de maio. O estádio que acolheria a final em São Petersburgo é tem o nome do gigante da energia Gazprom, um dos principais patrocinadores da UEFA desde 2012.

Também os jogos das seleções nacionais e das competições europeias que seriam disputados na Ucrânia ou na Rússia vão passar para terreno neutro, “até novas indicações”. O Spartak Moscovo é a única equipa dos dois países ainda em prova nas competições de futebol sénior masculino, podendo até vir a defrontar o FC Porto ou o Sporting de Braga.

Outro jogo que obriga a campo neutro é a receção dos ucranianos do Dínamo Kiev ao Sporting, nos oitavos de final da UEFA Youth League, competição que a cada época replica nos juniores as fases de grupo da Champions. O jogo deveria ser disputado na Ucrânia na passada terça-feira e foi adiado para 9 de março, na sequência do agravamento da situação político-militar na Ucrânia, ainda antes do ataque russo.

Já na quinta-feira, a Polónia, que deveria visitar a Rússia em 24 de março, a República Checa e a Suécia, possíveis adversários dos russos, apelaram à FIFA para não jogarem em território russo nos play-offs de apuramento para o Mundial2022. “Os signatários deste apelo não consideram viajar para a Rússia e disputar jogos de futebol no país. A escalada militar que estamos a observar implica consequências sérias e uma considerável perda de segurança para as nossas equipas”, refere a carta à FIFA das federações de futebol da Polónia, República Checa e Suécia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Final da Liga dos Campeões de futebol em Paris, em vez de São Petersburgo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião