Ryanair cumpre ameaça e cancela 19 rotas em Lisboa para o verão

Companhia irlandesa justifica decisão com o facto de o Governo não ter desbloqueado os slots que a TAP não pode utilizar no aeroporto de Lisboa.

A Ryanair vai cancelar 19 rotas em Lisboa para este verão, justificando esta decisão com o facto de o Governo não ter desbloqueado os slots que a TAP não vai utilizar no aeroporto Humberto Delgado. A companhia aérea irlandesa avisou várias vezes o Executivo de que estes cancelamentos iriam acontecer se não fossem tomadas medidas. A decisão afeta cerca de 5.000 voos e 150 postos de trabalho.

As rotas a que a Ryanair diz ter sido “forçada” a cancelar são: Agadir, Alghero, Alicante, Bari, Billund, Birmingham, Bournemouth, Baden-Baden, Lanzarote, Madrid, Malta, Memmingen, Oujda, Palermo, Perpignan, Poitiers, Tenerife, Cracóvia e Zaragoza. “As três aeronaves e as 19 rotas perdidas irão regressar a Lisboa em outubro, para a programação de inverno”, quando haverá “slots suficientes”.

“Estes cancelamentos — que poderiam ser evitados — acontecem após inúmeras tentativas, por parte da Ryanair, em solicitar ao Governo português que interviesse na libertação dos slots inutilizados pela TAP no verão 2022″, refere a empresa, em comunicado enviado esta terça-feira. “A TAP recebeu 3 mil milhões de euros em auxílios estatais, reduziu a sua frota em 20%, terminou com milhares de postos de trabalho e ainda libertou apenas menos de 5% dos seus slots em Lisboa, bloqueando assim o crescimento de outras companhias aéreas”.

Os nossos últimos esforços para pedir ajuda ao primeiro-ministro resultaram num total de 0 respostas. Infelizmente, a Ryanair é agora forçada a reduzir a sua frota de aviões, de sete para quatro, em Lisboa no verão”, diz o CEO Michael O’Leary, apontando ainda a “perda de 150 postos de trabalho de aviação bem pagos”, “mais de 900.000 passageiros” e “mais de 250 milhões de euros em receitas turísticas” para Lisboa este verão.

“Lamentamos este inconveniente desnecessário para todos os passageiros destes voos cancelados. (…) A perda destas 19 rotas e 5.000 voos irá impactar a recuperação pós-Covid em Lisboa, pelo que a cidade irá ficar para trás, comparativamente a outras capitais europeias“, diz o responsável.

A Ryanair afirma que todos os passageiros afetados por estes cancelamentos vão ser notificados por email até ao final desta semana, tendo a possibilidade de pedir um reembolso ou remarcar voos alternativos.

(Notícia atualizada às 13h53 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ryanair cumpre ameaça e cancela 19 rotas em Lisboa para o verão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião