Boris Johnson alerta para “nova era de intimidação” se Rússia vencer na Ucrânia

Se invasão da Ucrânia for bem sucedida, isso significará o início de uma nova era de intimidação na Europa de Leste e do Báltico ou Mar Negro, afirmou o primeiro-ministro britânico.

O primeiro-ministro dramatizou este sábado a possibilidade de uma vitória russa sobre a Ucrânia, afirmando que irá desestabilizar profundamente a segurança em toda a região e incentivar outros ditadores.

“O fim da liberdade na Ucrânia significará a extinção de qualquer esperança de liberdade na Geórgia e na Moldávia. Significará o início de uma nova era de intimidação em toda a Europa de Leste e do Báltico ao Mar Negro”, disse Boris Johnson no discurso de encerramento do Congresso do Partido Conservador, citado pelo The Guardian.

“Se Putin for bem-sucedido em derrotar a Ucrânia, será a luz verde para os autocratas no Médio Oriente e no Extremo Oriente. Este é um ponto de viragem para o mundo. É um momento de escolha. É uma escolha entre liberdade e opressão”, acrescentou.

“A cada dia que passa da resistência heroica da Ucrânia, fica claro que Putin cometeu um erro catastrófico”, disse também.

O líder do Governo britânico desaconselhou ainda que se aborde Vladimir Putin com o pragmatismo simplista da realpolitik. “Eu sei que alguns líderes pelo mundo dizem ser melhor acomodar a tirania. Acho que estão profundamente errados”, afirmou Boris Johnson.

O Ministério da Defesa britânico alertou hoje para um possível aumento das baixas civis na guerra na Ucrânia devido a uma mudança de estratégia dos militares russos.

Numa atualização da informação militar divulgada no Twitter e citada pela Lusa, a Defesa do Reino Unido disse que os militares russos foram obrigados a mudar a sua abordagem operacional na Ucrânia e estão agora a seguir uma “estratégia de desgaste”.

“Isto é suscetível de envolver o uso indiscriminado do fogo, resultando no aumento das baixas civis, na destruição das infraestruturas ucranianas e na intensificação da crise humana”, segundo o relatório citado pela agência espanhola EFE.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Boris Johnson alerta para “nova era de intimidação” se Rússia vencer na Ucrânia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião