Fidelidade debate desafios da longevidade

  • ECO Seguros
  • 2 Maio 2022

Seguradora reafirma objetivo de reforçar apoio à comunidade, levando ao público uma série de debates sobre questões sociais e pessoais decorrentes do desafio da longevidade.

A longevidade “representa um dos grandes desafios do nosso tempo”. Consciente do “impacto do envelhecimento e da necessidade de assegurar qualidade de vida às pessoas”, a Fidelidade lançou projeto “Longevidade: um novo desafio para refletir sobre os desafios de se viver mais anos e sobre o impacto do envelhecimento na sociedade em geral, implicações sociais e económicas, nomeadamente nas poupanças.

Neste sentido, voltando ao tema longevidade, a seguradora associou-se com a Novartis e o semanário Expresso para um ciclo de webtalks, com participação de especialistas de referência em várias áreas de intervenção que irão aprofundar os principais desafios da longevidade, “para se viver mais e melhor”. O ciclo de encontros estende-se até início de 2023 e a companhia seguradora avança os tópicos das conversas online:

  • 16 de maio: “A longevidade e o impacto do envelhecimento na sociedade futura. O que vai mudar na nossa vida? Quais os principais desafios que temos pela frente na saúde, finanças, economia, cidades, políticas públicas e na nossa vida social? Que abordagem precisamos? Quais as prioridades?”
  • 30 de maio: “Como podemos promover a nossa saúde ao longo da vida? Que comportamentos devemos adotar? Como é que podemos investir mais na prevenção como arma para uma longevidade maior e com mais saúde? Como alcançarmos um melhor equilíbrio entre promoção da saúde e gestão da doença? As principais causas tratáveis de mortalidade (doenças cardiovasculares e cancro) como absolutamente indispensáveis para garantir que as pessoas envelhecem de boa saúde?”
  • 4 de julho: “Que impacto terá a longevidade nas nossas finanças? Qual deve ser o novo paradigma de poupança para a reforma? Sabendo que o rendimento tenderá a decrescer a prazo e que os custos – com saúde, apoio – serão sempre crescentes?”
  • 3 de outubro: “Como pode o Estado incentivar políticas públicas para a longevidade? Que estruturas devem ser criadas no Governo para mudar estas políticas relacionadas? Que exemplos existem? Que países são modelo? Que áreas são prioritárias?”
  • 5 de dezembro: “Que mudanças precisam de ser implementadas nas empresas? Que peso tem o trabalho na nossa longevidade? O que mudou com o teletrabalho?”
  • 30 de janeiro de 2023: “O que deve mudar nas cidades? Enquanto espaços para todas as gerações? O que precisa de ser feito nos transportes, na acessibilidade e nos espaços para melhorar o nosso bem-estar?”

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fidelidade debate desafios da longevidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião