Nova associação da Beira Interior quer comboio a atrair nómadas digitais

Apresentada nesta segunda-feira na freguesia da Benespera, a nova associação quer promover o uso da ferrovia para mobilidade e para fins turísticos.

A Beira Interior tem uma nova associação com as atenções centradas no comboio. A Associação Move Beiras é apresentada nesta segunda-feira, 2 de maio, precisamente um ano depois da reabertura ao serviço — após 12 anos — do troço ferroviário entre Covilhã e Guarda. A aldeia da Benespera será a sede da entidade que quer usar o transporte sobre carris para atrair nómadas digitais.

“Queremos usar o comboio para atrair pessoas para o interior, como os nómadas digitais, e criar uma dinâmica progressivo do uso da ferrovia. Pretendemos mostrar o território que tem estado escondido“, destaca ao ECO o presidente da direção da associação, Filipe Santos.

Além da mobilidade regional, o comboio também poderá ter outras duas finalidades, segundo Filipe Santos. “As crianças podem voltar a usar o comboio para viagens de estudo. Também podemos criar uma espécie de passaporte para turistas nos troços Entroncamento-Guarda e Guarda-Vilar Formoso”, sugere o dirigente a partir do exemplo da Estrada Nacional 2.

A Move Beiras também quer funcionar como um “elo de ligação” entre empresas públicas como a Infraestruturas de Portugal e a CP e ainda municípios e as comunidades intermunicipais da região da Beira Interior.

A freguesia da Benespera esteve prestes a ficar a ver os comboios a passar aquando da reabertura do troço entre Covilhã e Guarda. Mas a movimentação de perto de duas centenas de populares levou a CP a reconsiderar a primeira decisão e a incluir, desde 2 de maio de 2021, a paragens dos comboios regionais e intercidades na estação da Benespera.

A inauguração de uma placa comemorativa de 150 quilos na estação da Benespera será o primeiro ato simbólico da Move Beiras. Além de recordar a história da Linha da Beira Baixa — que data do final do século XIX –, o objeto servirá para mostrar um pouco das terras do interior do país e ainda homenagear os ferroviários da região.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nova associação da Beira Interior quer comboio a atrair nómadas digitais

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião