15 países europeus exigem que Israel pare construção de novos colonatos

  • Joana Abrantes Gomes
  • 13 Maio 2022

Numa declaração, as 15 nações europeias defendem que a construção de novos colonatos impede a solução de dois Estados. Portugal não consta na lista de países subscritores.

Quinze nações europeias instaram Israel esta sexta-feira a abandonar os planos para a construção de novos colonatos na Cisjordânia, considerando que estes impedem um caminho para a paz duradoura entre israelitas e palestinianos, noticia a agência noticiosa France Presse (acesso livre/conteúdo em inglês).

As novas unidades habitacionais constituiriam um obstáculo adicional à solução de dois Estados“, afirmam os países, numa declaração assinada pelos respetivos ministérios dos Negócios Estrangeiros.

França, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, Polónia, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Noruega, Espanha e Suécia foram os 15 subscritores da declaração, que não contou com a assinatura de Portugal.

Na mesma declaração, os Estados europeus sublinham que “os colonatos israelitas constituem uma clara violação do direito internacional e impedem uma paz justa, duradoura e abrangente entre israelitas e palestinianos“.

O pedido das 15 nações europeias surge na sequência da decisão de Israel ter avançado, na quinta-feira, com planos para a construção de 4.427 unidades habitacionais para colonos judeus na zona ocupada da Cisjordânia, segundo uma organização não-governamental israelita.

Ainda de acordo com a organização Peace Now, que acompanha a construção dos colonatos israelitas, o comité de planeamento da Administração Civil deu a aprovação final a 2.791 unidades e o apoio inicial a outras 1.636.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

15 países europeus exigem que Israel pare construção de novos colonatos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião