Greve parcial deixa Grande Porto sem comboios na segunda até ao meio-dia

Revisores e funcionários das bilheteiras convocaram paralisação para a manhã de dia 23 por causa da perda de poder de compra. Não foram decretados serviços mínimos.

Na próxima segunda-feira, dia 23, vai ser difícil apanhar um comboio urbano na região do Porto até ao meio-dia. A CP admitiu esta sexta-feira que poderão ocorrer “perturbações significativas” na circulação ferroviária devido à greve parcial dos revisores e funcionários das bilheteiras. Para esta paralisação não foram decretados serviços mínimos pelo Tribunal Arbitral do Conselho Económico e Social.

Apesar de a paralisação decorrer entre as 5h00 e as 8h30 da próxima segunda-feira, os efeitos na circulação serão sentidos entre a meia-noite e o meio-dia, segundo nota de imprensa da transportadora.

Na região do Porto, os comboios urbanos circulam pelas linhas de Aveiro, Braga, Marco de Canaveses e Guimarães num total de 82 estações e num raio de 60 quilómetros à volta da cidade invicta.

Não são afetados pela paralisação os restantes serviços da CP: regional, interregional, Intercidades, Alfa Pendular e Celta.

A paralisação foi convocada pelo Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante. O sindicato considerou que o aumento de 0,9% da tabela salarial não é “um valor aceitável” face a contínua perda de poder de compra, “algo que já acontece desde 2019”.

“Conclui-se que a CP, para os trabalhadores do comercial e transportes, entende que valores entre 6,50€ [euros] e 12,39€ acrescidos de 0,14€ no subsídio de refeição são mais que suficientes”, atirou o sindicato, que defende que a administração da empresa e as tutelas “não podem ficar indiferentes ao brutal aumento do custo de vida”.

Daqui a uma semana, dia 27, a greve parcial incidirá sobre os serviços urbanos da região de Lisboa, entre as 17h e as 21h. Nestes serviços estão incluídas as linhas de Sintra, Cascais, Azambuja e Sado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Greve parcial deixa Grande Porto sem comboios na segunda até ao meio-dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião