Há margem para subir mais salários no Orçamento, diz bastonário da Ordem dos Economistas

  • ECO
  • 22 Maio 2022

O bastonário da Ordem dos Economistas pede ao Governo que negoceie uma maior atualização salarial da função pública em 2022 e alerta que a subida dos juros do BCE pode levar a uma recessão.

O bastonário da Ordem dos Economistas considera que o Governo PS tem margem de manobra para aumentar os salários da função pública no Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), além da atualização dos 0,9% já definida. Em entrevista ao Jornal de Negócios e à Antena 1, António Mendonça alerta ainda que uma subida das taxas de juro por parte do Banco Central Europeu (BCE) pode levar a uma recessão na Zona Euro.

Neste momento, há margem de manobra e faz todo o sentido ter em atenção — não apenas aqui em Portugal mas a nível geral — essa perspetiva de um ajuste salarial tendo em conta a inflação“, defende António Mendonça, bastonário da Ordem dos Economistas que foi eleito no final do ano passado, assinalando que os portugueses estão a perder poder de compra “há muitos anos”.

O economista argumenta que não é sustentável para uma economia basear-se nos baixos salários. “Os salários geram também dinamismo económico que acabam por beneficiar as próprias empresas. Temos de encontrar aqui equilíbrios“, nota António Mendonça, apelando a uma negociação entre Governo, patrões e sindicatos. Apesar disso, o bastonário diz compreender a posição cautelosa do Ministério das Finanças no que toca ao equilíbrio orçamental.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Há margem para subir mais salários no Orçamento, diz bastonário da Ordem dos Economistas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião