Hotelaria quer monitorização dos balanços das empresas através do Banco de Fomento

  • Lusa
  • 6 Junho 2022

Bernardo Trindade aponta a necessidade de se monitorizar "a qualidade dos balanços das empresas turísticas".

O presidente da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), Bernardo Trindade, defendeu esta segunda-feira, em Lisboa, ser necessário monitorizar a qualidade dos balanços das empresas turísticas, através do Banco de Fomento “para fazer a economia singrar”.

“Temos referido a necessidade de monitorizarmos a qualidade dos balanços das empresas turísticas. A AHP está disponível, mas existem hoje instrumentos de política pública, como o Banco de Fomento, para olhar para a capitalização das empresas”, apontou Bernardo Trindade, numa conferência de imprensa, em Lisboa.

Para este responsável, só com empresas mais sólidas é possível cumprir o objetivo de “através do turismo, fazer a economia singrar”.

Fazendo um balanço sobre os apoios públicos adotados durante a crise pandémica, Bernardo Trindade notou ainda que, no período em causa, os hotéis estiveram “amputados de receitas” e que, sem estes apoios, teria sido “uma tragédia sem precedentes”.

Ainda assim, as contas das empresas “ficaram piores”, diminuindo a sua capacidade de investimento na recuperação dos hotéis, sendo agora necessário proceder à monitorização da sua capitalização.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hotelaria quer monitorização dos balanços das empresas através do Banco de Fomento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião