Ibersol rejeita proposta para vender restaurantes Burger King, mas dá prazo para revisão dos termos

  • Lusa
  • 6 Junho 2022

A Ibersol recebeu uma oferta vinculativa da Restaurant Brands Ibéria para a compra dos restaurantes Burger King, mas discordou dos ajustamentos propostos, dando até dia 10 para revisão dos termos.

A Ibersol recebeu uma oferta vinculativa da Restaurant Brands Ibéria (RBI) para a compra dos restaurantes Burger King, mas discordou dos ajustamentos propostos, dando até dia 10 deste mês para a empresa rever os termos e condições.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) no domingo à noite, a Ibersol explica que recebeu, em 3 de junho, uma oferta vinculativa da Restaurant Brands Iberia (RBI) para a aquisição dos restaurantes Burger King em Portugal e Espanha, por via da compra das sociedades IBER KING – RESTAURAÇÃO, S.A. e LURCA S.A.U..

No entanto, segundo a empresa, apesar de a oferta vinculativa continuar a partir do valor-empresa (‘enterprise value’) indicado em 10 de março, de 250 milhões de euros, “numa base cash and debt-free, a RBI apresentou na oferta vinculativa um conjunto de ajustamentos respeitantes à evolução futura do EBITDA e/ou geração de cash flows que entende conduzir” a um valor de 212 milhões de euros, acrescido de 7,3 milhões de euros relativos a créditos fiscais e três milhões de euros do investimento em dois restaurantes adicionais abertos em 2022.

Na oferta vinculativa prevê-se ainda uma proposta de aquisição pela RBI, por oito milhões de euros, de cinco ativos imobiliários não incluídos anteriormente no perímetro da potencial transação, acrescenta a empresa com sede no Porto.

“Após uma análise preliminar da oferta vinculativa, o Conselho de Administração da Ibersol, SGPS, S.A. decidiu comunicar à RBI a sua discordância com relação aos referidos ajustamentos, dando oportunidade à RBI de rever os termos e condições da oferta vinculativa até ao próximo dia 10 de junho”, lê-se na informação enviada ao mercado.

A Ibersol anunciou em 10 de março que iniciou negociações exclusivas com a RBI para a venda dos restaurantes Burger King, avaliados nessa data em cerca de 250 milhões de euros, segundo um comunicado.

Na nota, publicada pela CMVM, a empresa indicou que “na presente data, a Ibersol e a Restaurant Brands Iberia, S.A. iniciaram negociações em regime de exclusividade (por um período de seis semanas) relativamente à potencial aquisição por esta dos restaurantes da insígnia Burger King da propriedade da Ibersol no território português e espanhol”.

De acordo com a Ibersol, “os referidos restaurantes foram avaliados indicativamente pela Restaurant Brands Iberia, S.A. por um enterprise value de 250 milhões de euros, numa base cash and debt-free, que pode vir a ser aumentado em até sete milhões de euros relativos à potencial utilização de créditos fiscais”.

A Ibersol informou, no dia 16 de fevereiro, estar a analisar uma proposta de compra, na altura por 230 milhões de euros, dos restaurantes Burger King que detém em Portugal e Espanha apresentada pela Restaurant Brands Ibéria, que gere a marca naqueles países.

“Na sequência de notícias vindas a público, a Ibersol confirma que lhe foi dirigida pela Restaurant Brands Iberia uma proposta não vinculativa para a potencial aquisição dos restaurantes da insígnia Burger King da propriedade da Ibersol no território português e espanhol”, lê-se num comunicado enviado pela empresa à CMVM.

Segundo avançou, a proposta recebida nessa altura avaliava “indicativamente os referidos restaurantes com um enterprise value de 230 milhões de euros, numa base cash and debt-free, e encontra-se sujeita a um conjunto de pressupostos e condições”.

O anúncio oficial desta proposta de compra aconteceu dias depois de o Burger King ter rescindido o contrato com a Ibersol para o desenvolvimento da marca em Portugal, invocando incumprimento na abertura e remodelação de restaurantes, numa decisão que a cotada portuguesa considerou “injusta e desajustada”.

O contrato de desenvolvimento permitia que a Ibersol construísse mais 27 novos restaurantes durante os anos de 2022 e 2023.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ibersol rejeita proposta para vender restaurantes Burger King, mas dá prazo para revisão dos termos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião