Guerra na Ucrânia já custou 1,3 mil milhões à indústria de (re)seguros no 1ºT

  • ECO Seguros
  • 8 Junho 2022

Swiss Re e Munich Re com impacto mais significativo por perdas com sinistros e investimentos em consequência da exposição ao conflito militar, estima análise da S&P Global Market Intelligence.

A fatura coletiva das (re)seguradoras por efeito da agressão militar russa na Ucrânia, incluindo reservas inscritas nas contas até março, ascende já aos 1,3 mil milhões de dólares (cerca de 1,2 mil milhões de euros o câmbio corrente). Os números compilados em análise da S&P Global Market Intelligence baseiam-se em informação divulgada pelas empresas de resseguro e refletem perdas e encargos (provisões) indicados em reportes financeiros do 1º trimestre, complementados por outras fontes utilizadas no relatório.

Seguradoras e resseguradoras europeias são as que evidenciam impacto mais forte das consequências da guerra na Europa, com algumas a sinalizarem já que as perdas irão afetar resultados futuros, porquanto uma escalada do conflito poderá ainda amplificar a parcela de perdas incorridas e ainda não reportadas.

10 grupos ou companhias com perdas mais elevadas

Fonte: S&P Global Market Intelligence, maio 2022 (valores em milhões USD)

Quando o ataque militar da Rússia à Ucrânia completa 100 dias e as maiores seguradoras e resseguradoras já assumiram no 1ºT perdas financeiras consequência da guerra, o impacto resulta sobretudo da exposição da indústria a sinistros e perdas em investimentos, distribuindo-se por coberturas relacionadas com seguros de crédito e garantias sobre operações comerciais e outras linhas de seguro (como aviação, onde se esperam processos legais longos, por litígios complexos de resolver) e nas carteiras de investimento, em ativos como obrigações (dívida pública e privada) tanto na Rússia como na Ucrânia.

Além de informação pública divulgada pelas (re)seguradoras, a análise considerou comentários de responsáveis destas (re)seguradoras recolhidos em conferências de imprensa e sessões com investidores e analistas (earnings calls). Por isso, os autores do insight incluem notas explicativas para ajudar a perceber os números apresentados.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Guerra na Ucrânia já custou 1,3 mil milhões à indústria de (re)seguros no 1ºT

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião