Eurogrupo recomenda adesão da Croácia ao euro a partir de 2023

  • Lusa
  • 16 Junho 2022

Croácia prepara-se para ser o 20.º membro da Zona Euro. Recomendação do Eurogrupo terá de ser adotada por maioria qualificada pelos ministros das Finanças da União Europeia, que se reúnem esta sexta.

Os ministros das Finanças da zona euro recomendaram o alargamento da moeda única à Croácia, depois de a Comissão Europeia ter recomendado ao Conselho a entrada de Zagreb na Zona Euro a 1 de janeiro de 2023.

“O Eurogrupo aprovou uma recomendação dos Estados-membros da área do euro dirigida ao Conselho. Os ministros concordaram com a avaliação positiva da Comissão Europeia e do Banco Central Europeu no que respeita ao cumprimento dos critérios de convergência por parte da Croácia”, anuncia o Eurogrupo em comunicado.

No dia em que o grupo informal que junta os ministros das Finanças do euro se reúne no Luxemburgo, é então recomendado pelos responsáveis da tutela que a Croácia adira ao euro em 01 de janeiro de 2023, tornando-se no 20.º Estado-membro da moeda única.

“Trata-se do primeiro passo de um processo por meio do qual o Conselho da UE adota atos jurídicos que permitirão à Croácia tornar-se membro da área do euro e beneficiar da utilização da nossa moeda comum, o euro, a partir do próximo ano”, adianta o Eurogrupo.

Citado pela nota, o presidente do Eurogrupo, Paschal Donohoe, classificou a recomendação do Eurogrupo como “um passo crucial no caminho da Croácia para se tornar o 20.º membro da nossa área do euro e um sinal forte para a integração europeia”.

“Quero prestar especial homenagem ao Governo croata pelo empenho e trabalho árduo ao longo dos últimos anos para alcançar este resultado, em circunstâncias particularmente difíceis”, indicou Paschal Donohoe.

A recomendação terá de ser agora adotada por maioria qualificada pelos ministros das Finanças da União Europeia, que se reúnem na sexta-feira, também no Luxemburgo.

O Conselho deverá aprovar igualmente uma carta do presidente do Ecofin dirigida ao Conselho Europeu, para que os chefes de Governo e de Estado da UE debatam esta questão na cimeira de 23 e 24 de junho.

O processo terminará com a adoção pelo Conselho (após consulta do Parlamento Europeu e do Banco Central Europeu) de três atos jurídicos necessários para permitir que a Croácia introduza o euro, o que está previsto para julho.

A Comissão Europeia recomendou ao Conselho, no início de junho, a entrada da Croácia na zona euro, após concluir que o país reúne todas as condições para a adoção da moeda única.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Eurogrupo recomenda adesão da Croácia ao euro a partir de 2023

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião