Maioria dos portugueses exige reformas na Saúde

  • ECO
  • 20 Junho 2022

Numa altura marcada pelo encerramento de urgências de Obstetrícia e Ginecologia, mais de 91% dos portugueses consideram que a Saúde é o setor que mais precisa de reformas.

A maioria dos portugueses (91,9%) considera que a Saúde é a área que mais necessita de reformas estruturais, noticia o Correio da Manhã (acesso pago), com base no mais recente barómetro da Intercampus. Na lista de prioridades, seguem-se os setores da Justiça, com 89,4%, e da Educação, com 86%.

No entanto, apenas 30,8% acham que a Saúde vai melhorar, apesar de os inquiridos considerarem, ainda assim, que este é o setor que vai melhorar mais. A Justiça, por sua vez, é a área em que têm menos esperança de melhorias (17,3%), enquanto o Ambiente é o último setor que os portugueses consideram que precisa de mudanças (72,1%).

A expectativa quanto à concretização de reformas não é otimista, com 65,8% dos portugueses a acharem que o Governo liderado por António Costa não as vai realizar. Dos 611 inquiridos, 93% entendem que este Executivo, sendo apoiado por uma maioria absoluta, deveria fazer reformas importantes. Apenas 4,1% acham que não, enquanto 2,9% não sabem ou não quiseram responder.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Maioria dos portugueses exige reformas na Saúde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião