Centeno: “Desafios são muito complexos e exigem respostas que não se esgotam na política monetária”premium

No início do Fórum BCE, que volta a Sintra de forma presencial, o governador do Banco de Portugal afirma ao ECO que o banco central está comprometido com inflação e em evitar crise financeira.

Sintra volta a dar o palco aos bancos centrais num momento particularmente conturbado para todo o mundo, com a inflação galopantee a vertigem de uma recessãoe crise financeiraa porem em xeque as autoridades monetárias, mas o governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, considera que os “desafios muito complexos” que temos pela frente “exigem respostas que não se esgotam na margem de atuação da política monetária”. No início de mais um Fórum BCE, que regressa ao resort da Penha Longa (após duas edições online) a partir desta segunda-feira até quarta e que vai colocar alguns dos altos responsáveis dos principais bancos centrais mundiais a discutirem as opções em cima da mesa para os problemas com que o mundo se defronta, Mário Centeno sublinha ao ECO que, no caso em particular da

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos