Quem é quem na equipa de Montenegro no PSD?

Já está escolhida a equipa de Luís Montenegro no PSD. Hugo Soares é secretário-geral do partido, Paulo Rangel um dos vice-presidentes e Pedro Reis lidera o Movimento Acreditar.

Já está escolhida a equipa do novo líder do PSD, Luís Montenegro e que vai a votos no último dia do 40º congresso do partido, que decorre no Porto. Hugo Soares, antigo líder parlamentar da bancada social-democrata, será o secretário-geral do partido, sucedendo a José Silvano. Já Pedro Reis vai liderar o Movimento Acreditar, uma plataforma de discussão com a sociedade da qual deverá resultar o programa eleitoral.

O “número 2” de Montenegro será então Hugo Soares, que foi vice-presidente na bancada de Luís Montenegro e acabou por suceder a este na liderança parlamentar. Foi também líder da Juventude Social-Democrata, entre 2012 e 2014.

Montenegro escolheu também Pedro Reis, ex-presidente da AICEP, para coordenar o Movimento Acreditar. Esta plataforma, que vai funcionar como uma espécie de “Estados Gerais”, servirá para discussão política com a sociedade, instituições e personalidades, com o objetivo de elaborar um programa eleitoral nos próximos dois anos.

Na equipa de Montenegro, anunciada no Congresso do PSD este sábado, figura ainda o presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, que vai encabeçar a lista ao Conselho Nacional, seguido da antiga ministra Maria Luís Albuquerque, enquanto o Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, será o novo presidente da Mesa do Congresso.

Para o Conselho de Jurisdição Nacional foi escolhido José Matos Correia, ex-deputado e antigo vice-presidente do PSD, enquanto para a Comissão Política Nacional, como vice-presidentes do partido, ficam: Paulo Rangel, Miguel Pinto Luz, Margarida Balseiro Lopes, António Leitão Amaro, Paulo Cunha e Inês Ramalho.

Montenegro anunciou ainda que a Academia de formação do PSD será liderada pelo ex-eurodeputado Carlos Coelho, o Conselho Estratégico Nacional (CEN) por Pedro Duarte, ex-líder da JSD e ex-secretário de Estado da Juventude, e a coordenação das autárquicas fica a cargo de Pedro Alves, líder distrital de Viseu.

Além disso, tinha já sido revelado esta sexta-feira que Joaquim Miranda Sarmento, que era conhecido como o “Centeno de Rio”, vai substituir Paulo Mota Pinto na liderança da bancada parlamentar do PSD.

À chegada ao Congresso, Montenegro disse estar “muito contente” com as listas que ia apresentar. “Eu acho que não há ninguém no PSD que não esteja hoje mobilizado e motivado para ajudar a direção do partido, a sua liderança, neste grande desafio que é recuperar a confiança dos portugueses e darmos a Portugal uma alternativa politica de governo, de gestão dos recursos públicos que possa criar mais riqueza, mais condições de vida, estamos todos muito juntos”, apontou.

Montenegro sucede a Rui Rio na liderança do PSD, que anunciou a sua saída após os resultados das eleições antecipadas de janeiro, que deram maioria absoluta ao PS.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Quem é quem na equipa de Montenegro no PSD?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião