Miranda Sarmento rende Mota Pinto na liderança da bancada parlamentar do PSD

  • ECO
  • 30 Junho 2022

Atual líder da bancada do PSD vai deixar o cargo a pedido de Luís Montenegro, preparando-se para convocar eleições para 12 de julho. Joaquim Miranda Sarmento é a nova voz do partido no Parlamento.

Paulo Mota Pinto vai deixar a liderança da bancada parlamentar do PSD, anunciou o próprio esta quinta-feira na Assembleia da República. O social-democrata, que tinha sido escolhido para as funções por Rui Rio, disse ter sido informado pelo novo presidente que “pretende mudar a direção do grupo parlamentar” do principal partido da oposição. Será rendido por Joaquim Miranda Sarmento, que foi presidente do Conselho Estratégico Nacional com a direção cessante e coordenou a moção de estratégia de Luís Montenegro.

“O Dr. Luís Montenegro pediu-me que marcasse eleições. Acedi a essa solicitação e, já agora, também me pediu que eu comunicasse isso antes do Congresso [do PSD, que decorre no fim de semana], o que faço hoje [quinta-feira], que é o último dia parlamentar antes do Congresso”, afirmou Paulo Mota Pinto, em declarações transmitidas pela RTP3.

As eleições vão ser convocadas no primeiro dia útil de funções da nova direção do partido (segunda-feira, 4 de julho) e vão “ter lugar no prazo regulamentar, oito dias depois, a 12 de julho”, acrescentou o responsável. O novo presidente do PSD, Luís Montenegro, que derrotou Jorge Moreira da Silva na contenda interna, toma posse no 40.º Congresso agendado para este fim de semana no Porto.

Para o lugar do constitucionalista entrará outro nome que nos últimos anos esteve próximo de Rui Rio: o economista Joaquim Miranda Sarmento, que numa declaração escrita enviada à Lusa diz querer “contribuir para a união” do partido. “Entendi, em estreita ligação com o presidente do PSD, apresentar a minha candidatura à liderança do grupo parlamentar”, refere o parlamentar laranja.

Joaquim Miranda Sarmento, 43 anos, foi assessor económico do então Presidente da República Cavaco Silva no segundo mandato, consultor da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) e trabalhou cerca de dez anos no Ministério das Finanças.

(Notícia atualizada pela última vez às 20h45)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Miranda Sarmento rende Mota Pinto na liderança da bancada parlamentar do PSD

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião