Produção elétrica a partir do gás atinge valor mais alto de sempre no primeiro semestre, revela REN

Além dos níveis recorde na produção elétrica a partir do gás, também o nível de importações de eletricidade atingiram novos máximos nos primeiros seis meses do ano, revela REN.

A produção de energia elétrica a partir de gás natural respondeu a 31% do consumo em Portugal nos primeiros seis meses do ano, fazendo deste o valor mais elevado registado até hoje para este período. De acordo com os dados da Redes Energéticas Nacionais (REN), divulgados esta segunda-feira, as renováveis abasteceram 48% do consumo de eletricidade e, nesse período, 21% do valor correspondeu às importações de eletricidade.

Em comunicado, a entidade revela também que no mercado de gás natural registou-se, em junho, uma contração de 7,5%, mantendo-se a tendência de quebra no segmento convencional, com uma variação mensal homóloga negativa de 15,1%, “compensada parcialmente por um crescimento de 2,4% no segmento de produção de energia elétrica”. Ainda assim, informa que o consumo para produção de energia elétrica “foi mesmo o mais elevado de sempre para o primeiro semestre”, acrescentando que o abastecimento mantém-se quase integralmente a partir do terminal de GNL de Sines, com o saldo de trocas através da interligação com Espanha a registar este mês um valor praticamente nulo.

“Nos primeiros seis meses do ano, o consumo de gás natural registou uma ligeira queda homóloga de 1,2%, resultado de um recuo de 22% no segmento convencional e de um crescimento de 49% no segmento de produção de energia elétrica”, indica a nota.

Na nota divulgada, a entidade revela ainda que a produção de energia hidroelétrica registou, em junho, o valor mais baixo desde de que há registo neste mês do ano (sendo que os registos remontam a 1971). Este regime “permaneceu extremamente seco”, com um índice de produtibilidade de apenas 0,24, muito abaixo da média histórica igual a 1. Os valores surgem na mesma altura em que o Governo reconhece a situação de seca severa e extrema em Portugal.

No mesmo comunicado, a REN indica que o regime eólico, durante o mesmo mês, permaneceu em linha com a média, registando 0,99, enquanto a produção fotovoltaica se situou em 1,06, para uma média histórica igual a 1. Já a produção renovável abasteceu 38% do consumo total, valor semelhante ao da produção não renovável, enquanto os restantes 24% corresponderam à energia importada.

Por sua vez, o consumo de energia elétrica continuou a aumentar no primeiro semestre deste ano. De acordo com os dados, no primeiro semestre, o consumo cresceu, face ao mesmo período de 2021, 2,9%, ou 3% com correção da temperatura e dias úteis. Só em junho, o crescimento homólogo foi de 3,6%, ou 2,9% com correção nos mesmos moldes.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Produção elétrica a partir do gás atinge valor mais alto de sempre no primeiro semestre, revela REN

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião