Alemanha prepara decreto que permite compra de ações em energéticas afetadas pelo corte de gás russo

  • Capital Verde
  • 5 Julho 2022

Governo alemão está a preparar um decreto-lei que vai permitir a compra de ações em empresas prejudicadas pelo aumento do preço dos gás

O governo alemão vai apresentar no Parlamento um decreto-lei que permita a compra de ações em empresas prejudicadas pelo aumento do preço dos gás, numa altura em que vigoram medidas de emergência que visam minorar os impactos da redução do abastecimento do gás russo.

De acordo com o Financial Times, se a medida for aprovada já esta semana, abriria caminho para que o Estado comprasse ações na Uniper, a maior importadora de gás russo na Alemanha. Na semana passada, já surgiam relatos de que o grupo energético estava em conversações com o governo para um resgate financeiro, depois de a Gazprom ter cortado 60% do gás fornecido à empresa.

O grupo baseado na cidade de Dusseldorf estima que as receitas financeiras fiquem “significativamente abaixo” de anos anteriores e do que era previsto em 2022. A empresa está agora em conversações com o governo alemão para definir um conjunto de “medidas de estabilização” para assegurar a liquidez,

Com esta medida, cita o Financial Times fontes próximas da proposta, o objetivo é evitar uma repetição de 2008, quando o colapso do Lehman Brothers afetou todo o mercado financeiro, desencadeado, mais tarde, uma crise global.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alemanha prepara decreto que permite compra de ações em energéticas afetadas pelo corte de gás russo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião