Problemas na página das finanças “sem resolução à vista”

  • Lusa
  • 5 Julho 2022

Nova página da Autoridade Tributária está a gerar problemas para os contribuintes e funcionários dos impostos, lamenta sindicato.

O Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI) disse que os constrangimentos da nova página eletrónica da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) continuam “sem resolução à vista”, apontando relatos de “autêntico caos” nos serviços, segundo um comunicado.

“Persistem os problemas informáticos que dificultam acesso às aplicações da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT)”, denunciou o STI, garantindo que tem recebido, desde segunda-feira, “relatos do autêntico caos experienciado nos serviços da Autoridade Tributária e Aduaneira”.

“Os constrangimentos, assumidos pela própria Direção-Geral da AT, continuam assim sem resolução à vista, e a desesperar os trabalhadores da AT, que se sentem impedidos em fazer face às solicitações dos contribuintes”, criticou o sindicato,

Na mesma nota, o STI vincou que 24 horas depois de “ter alertado para o caos gerado pela implementação da nova página informática de aplicações e alterações aos mecanismos de contextualização – a verdade é que os inúmeros constrangimentos sentidos pelos trabalhadores dos impostos não estão desbloqueados e muito menos resolvidos”.

O STI lamentou “a falta de planeamento na gestão da AT”, criticando “que se invista em aplicações informáticas que causam mais entropia no trabalho e tornam mais moroso e burocrático o serviço prestado” em vez “de se investir, por exemplo, na renovação do parque informático que está completamente desatualizado”.

“Isso sim poderia ajudar a satisfazer as solicitações dos contribuintes de forma mais rápida e eficaz”, concluiu a estrutura sindical, que já tinha alertado para o problema esta segunda-feira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Problemas na página das finanças “sem resolução à vista”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião